Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Um animal de estimação enche o coração

Cresci com um periquito mas não era um periquito qualquer. Andava solto pela casa. Voava para nós. Passeava pelos nosso ombros.Conhecia-nos como ninguém. Eu e o meu irmão adorávamos brincar com ele e ainda hoje têm um cantinho no meu coração.

Quando falamos num animal de estimação e o Guilherme mencionou um pássaro tive uma ideia. Entre a ideia e o plano posto em prática foi um instante. Tive um colega que se ofereceu para me ajudar e arranjou-me um exemplar. Veio para as minhas mãos ainda muito pequeno e nem sabia comer sozinho.Passei então a ultima semana a dar comer e água ao passarinho de duas em duas horas. O que uma mãe não faz. Passei também a ultima semana a treina-lo para não estranhar estar nas nossas mãos. Agora já aprendeu a comer e beber sozinho. 

Os pequenos não podiam estar mais radiantes com o periquito. O único problema é que os gémeos ainda não medem a força pelo que festinhas só com comigo a segurar-lhes a mão. Os mais velhos já estão especialistas.

2016-10-24 06.54.16.jpg

2016-10-24 06.55.48.jpg

2016-10-24 06.55.22.jpg

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Catarina 24.10.2016

    Ainda é um bebe e temos que tomar muito bem conta dele. O marido diz que até o pássaro recebe mais atenção que ele
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.