Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Mais salário não significa mais dinheiro disponível

Infelizmente esta é uma realidade em Portugal. Anos atrás achava que isto era um género de mito mas aos pouco fui percebendo a realidade. Percebi que na verdade mais salário apenas é igual a mais descontos e não isso não se reflecte apenas nos maiores escalões. 

Na minha empresa temos salários médios e todos se queixam do mesmo. Quando fazemos horas reparamos que o valor que nos cai na conta é quase o mesmo ao de um mês normal. Olhamos o recibo e verificamos que o dinheiro que deveríamos receber foi  praticamente todo para descontos. Tenho colegas que calculam quantas horas podem fazer até subir de escalão de IRS e não fazem nem mais uma. Se o fizerem o dinheiro evapora-se da conta e vai direitinho para o estado.

No outro dia um dos temporários brincava com o facto de com a subida do ordenado mínimo ter começado a receber menos. Eu fiquei estupefacta e quis saber mais. Explicou-me que antes não descontava para o IRS e que com a subida do ordenado o passara a fazer. Bem sei que provavelmente vai reaver este dinheiro quando fizer o IRS mas as pessoas precisam do dinheiro para o dia a dia. Existe muito boa gente a quem 10 ou 15€ fazem toda a diferença.

A situação mais caricata que tivemos foi o ano passado quando a empresa resolveu pagar as diuturnidades que nunca tinha pago a todos os funcionários. Inicialmente ficamos todos contentes e começamos a fazer cálculos de quanto íamos receber. Quando o dinheiro caiu na conta ficamos admirados e aguardamos o recibo. Na altura percebemos que no mínimo cinquenta porcento tinha ido para descontos. Existiam casos de colegas com mais anos de casa que ficaram sem uma percentagem maior. Duas semanas depois recebemos o salário e nem queríamos acreditar. A maior parte recebeu um terço do habitual. Tudo porque o rendimento auferido nesse mês tinha que ser calculado com a soma do ordenado e da diuturnidade recebidas. Isso fez com que o escalão de IRS subisse ainda mais e dissemos adeus a mais dinheiro nosso. Entretanto chegou a altura da declaração do IRS e  o reembolso foi menor do que nos ouros anos. As despesas não foram suficientes devido ao valor extra recebido e dissemos adeus a mais uma parte do nosso dinheiro. Para além disso existiram ainda casos que como eu tem filhos na IPS e que devido a toda esta situação viram as suas mensalidades aumentadas. Eu cá até não ficava chateada se isso significasse mais dinheiro para a instituição mas sei que na verdade isto apenas significa que passaram a receber menos da segurança social. Ou seja mais dinheiro nosso que foi para o Estado. 

No final se fizermos bem as contas, do dinheiro que recebemos ficou nas nossos bolso um redondo zero.

Esta situação é ridícula. As pessoas precisam de mais dinheiro para ajudar no crescimento da economia. Não precisamos de ser roubados desta maneira pelo nosso próprio governo.

Agora digam-me que estou errada.