Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

O que querem para o aniversário?

Falta uma semana para o aniversário dos gémeos. Hoje vou tentar tratar da prenda deles. Inicialmente tínhamos uma ideia do que lhes queríamos oferecer. Ficámos suspresos presos quando a semana passada nos disseram o seu desejo. Eu fiquei estupefacta, não só perante o pedido, como pelo facto de estarem tão organizados que pedem coisas complementares.

Os pedidos dos rapazes têm feito as delícias de toda a família. Ninguém consegue adivinhar o que pediram e adoram quando descobrem. 

Afinal o que escolheram os rapazes?

Aceitam-se palpites a resposta será dada amanhã 😘

My valentine

Meu amor sabias que é o vigésimo dia dos namorados que festejamos? Pois é bem verdade. São vinte prendas que me deste e vinte que te retribui. Vou confessar-te a verdade, já não me lembro da maior parte das coisas que me destes e tão pouco me lembro do que te ofereci. Tu lembras-te?

Muito provavelmente algum biblô vermelho com um coração que está enterrado nalgumas das caixas que nunca desempacotamos desde que mudamos. Não leves a mal que não me recorde. Isso não significa de forma alguma que não tenham tido importância para mim. Significa apenas que tivemos demasiados momentos bons para me conseguir lembrar de todos. O melhor de tudo é que a maior parte dos momentos que guardo no coração são momentos de proximidade entre nós, momentos de riso em comum, momentos de passeios, momentos de refugio nos teus braços. De todos os presentes que me destes ao longo dos anos recordo meia dúzia. Uns porque os vejo diariamente, outros porque os guardo no coração. São os que guardo no coração que me colocam um sorriso no rosto mesmo apesar destes anos todos. Não sei o que me deste no ano passado mas recordo bem o que me ofereces-te no nosso primeiro dia dos namorados, ainda te lembras?

Estou certa que sim porque essa é uma das qualidades que me faz amar-te. Recordas-te sempre das coisas importantes e isso é bom demais. No fundo o que te quero dizer é que apesar de te ter moído a cabeça para me comprares alguma coisa na verdade não precisava de nada. A verdade  é que a única coisa que preciso é de ti.

P.S: Espero que também só precises de mim porque não te comprei nada

Reclama, reclama mas depois...

O marido está sempre a reclamar das minhas plantas. Se vê um mosquito em casa culpa as plantas. Quando vai limpar reclama que as plantas estão no caminho. Quando vejo alguma que gosto reclama que já tenho muitas.

Reclama, reclama mas mais parece aqueles cães que ladram e não mordem. Chega o dia dos namorados e lá chega ele com mais uma planta.

PE_20180215_080752.png

Eu adorei e tratei de a colocar ao pé das outras.

IMG_20180215_080705.jpg

O meu parapeito está a ficar um pouco lotado, tenho que as começar a colocar noutro local 😉

Sinais que não estamos a falhar como pais

- Mãe acho que já não quero o beyblade para o Natal.

- Já mudaste de ideias?

- É que eu estou indeciso.

- Então.

- Já sei! Quero o beyblade para o Natal!

- Então já está resolvido? Depois não podes mudar de ideias.

- Sim. Depois para o meu aniversário em Dezembro de 2018 quero o novo livro do diário do Banana. Sabes os meus colegas dizem que já saiu o numero 12.

Podia ter pedido as duas coisas. Podia ter pedido o livro sem que fosse uma prenda. Em vez disso preferiu escolher a prenda que vai receber dentro de um ano. Sabe bem as regras da casa e estava bem feliz na escolha que fez.

Sugestões para o dia dos namorados

Não, não vos vou deixar ideias de prendas para irem comprar à ultima da hora. Até porque muitas são as sugestões de mil e um artigos para o dia dos namorados, que podem encontrar online. Sugestões giras de facto mas eu não consigo deixar de pensar que este dia se transformou em mais um sinónimo de consumismo.

Para mim o dia dos namorados è um dia no qual devemos festejar o amor e para isso basta que estejamos juntos dos que amamos.Não há prenda melhor que uma palavra carinhosa, uma troca de olhares cúmplice, um sorriso partilhado. Um simples abraço que parece tão desvalorizado mas que faz milagres.

Prefiro mil vezes uma flor dada em qualquer outro dia do ano, só porque sim. Prefiro porque sei que veio de forma espontânea e não como uma quase obrigação. Porque no fundo foi nisso que se transformou este dia, numa espécie de obrigação. Obrigatório comer fora e trocar prendas. É assim que se celebra o amor?

Por aqui esquecemos as obrigações. Não há troca de prendas nem jantares fora. Existe sim, um jantar em família, como tantos outros, e que melhor forma de celebrar-mos o nosso amor que partilhar este dia com os frutos da nossa relação. Os jantares românticos, as escadinhas, os tempos a sós vão sendo gozados ao longo do ano, quando temos oportunidade, porque o amor deve ser vivido e celebrado o ano todo.

Gestos que me tocam o coração

Ontem recebi um presente. Abri o pacote e descobri um presente embrulhado com muito carinho. Não sei se será só obra da minha querida Olívia, fiquei com a impressão que as pequenas delas ajudaram. Não pode deixar de sorrir perante a imagem mental que se formou na minha mente, imaginei-as todas a realizar a tarefa conjunta. Talvez tenha sido assim, talvez não mas é a imagem que tenho desta família.

Adorei o embrulho, o livro e a mensagem. Mais uma prova que existem pessoas com um coração grande, pessoas que dão sem esperar nada em troca. São estes pequenos gestos que me enchem o coração. Obrigado pelo presente, estou certa que o vou gostar de o ler.

 

 

 

 

 

 

Pai Natal Secreto

Na sexta-feira fui aos CTT levantar uma encomenda e descobri que era a minha prenda do Pai Natal secreto. Uma vergonha já recebi a minha enquanto que não faço ideia o que oferecer a quem me calhou.

Foi a querida Pandora que me enviou uns miminhos. O que recebi? Não sei, estou a tentar portar-me bem e só abrir no dia de Natal mas estou curiosíssima. Já andei a agitar e abanar os embrulhos mas não faço ideia o que terão dentro. Sou pior que os miúdos. A única coisa que posso dizer é que adorei o postal, mais concretamente as palavras que a Pandora escreveu. Para além disso suspeito que eu e os rapazes nos vamos divertir com o bowling de chocolate antes de o comer.

2016-12-12 06.49.28.jpg

Obrigado Pandora e espero que tenhas um Natal maravilhoso rodeada de amor.

 

É nisto que se tornou o Natal?

No sábado deixamos os pequenos com a avó e fomos tratar das prendas de Natal. Já sabíamos exactamente o que queríamos e onde encontraríamos os produtos escolhidos. Por norma, é assim que fazemos as nossas compras, chegamos e pegamos no que queremos e desta vez não foi excepção. Depois de pagarmos os volumes comprados fomos embrulhar os presentes.

Enquanto pela nossa vez comecei percebi que as pessoas que estavam a fazer os embrulhos eram voluntárias. Devo dizer que fiquei muito revoltada com o que vi.

Uma cadeia de lojas que factura imenso não pode empregar alguém para embrulhar presentes? É certo que não é o trabalho ideal mas acredito que muitos dos que não têm trabalho ficariam felicíssimos por uns dias remunerados. Aparentemente a empresa opta por ceder o espaço a voluntários de uma organização que embrulham os presentes enquanto pedem contributos para a sua causa.

Ora vejamos não temos pessoas a pedir para uma causa, temos pessoas a fazer um trabalho que pode não ter retorno nenhum. Para além disso como consumidora acho escandaloso, depois de ter gasto dinheiro na loja, ainda ter que levar com um discurso exaustivo sobre o que a associação faz.

Não é que não eu não seja solidária porque gosto bastante de contribuir. Contudo gosto de contribuir para as causas que escolho e não gosto de ser sujeita a pressões. A meu ver o facto de as pessoas estarem ali a fazer aquele serviço faz com que as pessoas se sintam obrigadas a colocar dinheiro na caixa que tão gentilmente está na mesa de embrulhos.

Já passaram alguns dias e quanto mais penso nisso mais desconsolada fico. Fico triste que os grandes retalhistas se aproveitem assim de associações que tentam fazer o bem. Acho que é errado e uma autêntica exploração. Não sei se a cadeia de supermercados vai ou não doar algo à causa, mas não vimos qualquer informação que isso iria acontecer. Resta-me presumir que o único beneficio que a associação vai ter é o facto da exposição directa a terceiros mas a meu ver não me parece o suficiente.