Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

A diferença de saber o que se faz

No sabado passado a minha querida máquina da roupa resolveu ter uma epifania e deixar de torcer. Passamos a manhã toda de volta dela. Tiramos roupa e tentamos que centrifugasse. Como nada aconteceu retiramos a roupa toda e tentamos ver se funcionava vazia. De seguida verificamos o filtro e o esgoto. Desligamos a electricidade na esperança que reiniciasse mas nada resultou. Depois de horas de volta dela acabamos por nos dar por vencidos e fomos com uma tonelada de roupa para casa da minha mãe. Felizmente ao chegar a madrinha dos gémeos correu a ajudar, a roupa foi dividida em três máquinas e depressa tinhamos a situação um pouco normalizada.

Voltamos a casa e aguardamos que nos contactassem da assitencia. Os dias passaram e a roupa foi acomulando. Se numa semana normal sujamos uma tonelada de roupa, numa semana com chuva esse numero duplica e com os pequenos doentes a situação ficou ainda pior.

Passei uma semana angustiante a pensar como iria lavar aquele amontoado de roupa se a assistencia nunca mais dava sinal de vida. Finalmente informaram que viriam na sexta mas eu não fiquei muito contente. Pensei que viriam ver o problema e ainda teriamos que aguardar pelas peças. 

Finalmente o tecnico chegou, ligou a máquina e assim que ouviu o barulho disse-me que sabia o problema. Tirou o filtro e colocou uma chave de fendas pelo buraco. Bastou rodar algo lá no fundo e a dita voltou a funcionar. Pensar que eu e o marido quase desmanchamos a máquina e o homem em dois minutos pois a coisa a funcionar. 

Claro que estou feliz da vida e acho que a máquina ainda não parou um pouco. É bem feito para ela para não me pregar estas partidas.