Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Voltar à aldeia

Este ano tivemos umas férias diferentes. Em vez de fazermos praia rumamos ao norte para a terra onde o meu pai nasceu e eu passei tantos verões. 

Soube maravilhosamente matar saudades daquele local de onde tenho tantas boas memórias. Foi maravilhoso aproveitar uns dias de paz e silêncio. É um local onde apenas os barulhos dos animais e da água se fazem ouvir. 

Foi óptimo ver os rapazes em liberdade, a comer amoras directamente das silvas. 

IMG_20190814_111340.jpg

Apanhar maçãs bravas e uvas doces como o mel onde quiséssemos. 

IMG_20190817_124044.jpg

Beber água fresca a qualquer hora. Basta ir à fonte e encher um recipiente. 

IMG_20190814_110837.jpg

Longos banhos de rio. 

IMG_20190817_162214.jpg

Acabou depressa e esse foi o principal defeito destas férias. 

Conseguimos!

Os últimos dias foram terríveis. Entre papéis de matrículas para preencher e documentos para reunir. Juntem a isso bolhas nos dedos de tanto apagar livros e várias idas à escola para entregar os manuais. Dias com meio dia de aulas por causa das provas de aferição. Festas de final de Ano.

O fim do ano escolar significa sempre um sprint final para chegar à meta mas conseguimos. Para o ano iniciamos uma nova etapa sem uma criança no ensino primário. Ainda não acredito que vamos ter um rapaz no sétimo e outro no quinto ano. Eles estão felizes por voltarem a estar na mesma escola. Eu estou contente mas continuo a pedir ao tempo para passar mais devagar.

 

Meus filhos

Por vezes fico triste porque não temos dinheiro para vos dar mais. Gostava de poder conhecer o mundo convosco. Viver aventuras sem fim. Adorava ter todo o tempo do mundo para vocês, em vez de o dispender em tarefas como limpar a casa, ou tratar da roupa. O que eu mais queria era poder ver sempre o vosso sorriso e não perder pitada do vosso crescimento. Infelizmente nem tudo é possível. Como adultos temos que prioridades. Garantir que tem sempre roupa e calçado que vos sirva. E que temos comer suficiente. Que tem uma cama vossa onde possam descansar em paz e segurança.

Bem sei que para vocês isso são coisas garantidas mas nós lutamos muito para que assim seja. 

Podemos não ter tudo mas temos tudo o que importa. Temos amor, carinho. Temos respeito e companheirismo. Principalmente temos-nos uns aos outros. Poder assistir ao vosso crescimento tem sido o melhor privilégio da minha vida. Que continuem assim, sempre amigos e com um sorriso permanente no rosto.

IMG_20190618_174730.jpg

 

Ainda não vislumbro a meta

Ontem foi dia de voltar à neurocirurgia após o ciclo de fisioterapia. Eu ia cheia de esperanças. Esperava que o médico visse que a fisioterapia não teve resultado nenhum e me mandasse fazer mais exames.

As opiniões do médico, da fisiatra e da terapeuta são todas diferentes e eu vou ouvindo opiniões quando na verdade só quero soluções. Ontem estava esperançosa de começar uma nova etapa. Fazer mais exames e encontrar a fonte do problema.

Parece parvoíce mas sentia que estava mais perto da meta. 

Fui então à consulta confiante e voltei arrasada. Tudo porque o médico teve uma urgência familiar e não veio dar consultas. A consulta foi adiada mas ainda nem sei para quando. As próximas duas quintas são feriado, ou o médico consegue mudar a agenda e dar consultas noutro dia ou então tenho muito que esperar.

Estou farta de estar em casa. Estou farta de ter dores.

Melhores dias virão é o que mais repito a mim própria. É verdade, melhores dias virão. 

As crianças é que mandam

- Mãe amanhã é dia da criança, não é?

- Pois é filho.

- Amanhã somos nós que mandamos.

- Aí sim?

- Sim a professora disse que no dia da criança quem manda somos nós. Vamos comer pizza ao almoço e hamburguer ao jantar. Quero ir à praia, ao cinema e ao parque. Quero comer muitos, mas muitos doces. Também quero uma festa do pijama com os meus amigos todos. Vamos comer pipocas e saltar em cima da cama. Percebeste tudo?

🤪

Só pode ser do creme

Na sexta-feira passei na escola eb 2 3 para tratar do transporte escolar para o Leonardo.  A senhora retirou-me o papel das mãos, olhou para mim e disse-me:

- Para tratar do teu transporte tens que preencher as informações todas. Tens que colocar aqui o número do cartão de passe que tens e assinalar a renovação. Tens aí o passe para tratarmos já disso.

- O passe não é para mim... É para o meu filho. Eu não preenchi o número porque é a primeira vez.

- Aí não é para si. Então está tudo perfeito.

Não sei qual de nós ficou mais constrangida com a situação.

A caminho da fisioterapia comecei a ligar os pontos. Ultimamente toda a gente me diz que eu pareço mais nova e a única explicação que encontro é a gama de cremes de rosto que estou a usar.

Querem que vos fale sobre eles? 

Medo do escuro

- Mãe tenho medo do escuro.

- Não precisas ter medo.

- Claro que sim. Podem vir os monstros.

- Meu amor os monstros não existem.

- Existem sim.

- Então eu vou buscar o meu amigo amarelinho.

IMG_20190521_080147.jpg

- É tão fofo.

- É um boneco mágico. Se dormires com ele não vais ter medo. Ele protege-te.

- Mas não é só um boneco?

- Não ele é uma espécie de super-herói capaz de derrotar os monstros.

- Obrigado mãe.

Já é o terceiro filho que conhece o amarelinho e nunca falha. Dormem uns dias com o boneco e esquecem tudo. 

Meu filho

Família-114.jpg

Ontem foi o teu dia. Doze anos. Doze anos! Doze anos?  Como é possível? Ainda ontem te trazia na minha barriga onde me mágoa as as costelas cada vez que te esticavas. Ainda ontem te tive no colo pela primeira vez e pude finalmente ver o teu rosto. Se fechar os olhos ainda consigo sentir o teu cheiro a bebé e recordar o teu corpo roliço. Eram bons tempos. Quando te tinha sempre nos meus braços e te podia proteger de tudo.

Éramos felizes e não sabíamos.

Queríamos que andasses e falasses. Que comesses sozinho. Que não quizesses tanto colo.

O tempo passou e tu realizasse tudo. Eu estou orgulhosa do teu caminho. Estás a caminhar para a vida adulta com dignidade e respeito. Estás a crescer melhor do que alguma vez julguei possível. É um prazer assistir a esta tua jornada. Estar ao teu lado quando precisas e dar-te espaço quando queres.

Que continues sempre a ser este jovem feliz e com um coração do tamanho do mundo.