Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Pequenas mudanças

A minha vida mudou e eu vejo necessidade de me adaptar a estas novas rotinas. É necessário criar novos hábitos. A disponibilidade de tempo faz com que tenha mais tempo para dedicar a pequenas tarefas, cozinhar é uma delas. Tenho tido mais disponibilidade para preparar uma alimentação saudável. Consigo preparar refeições e snacks de raiz fugindo um pouco às coisas processadas que a ausência de tempo nos leva a consumir.

Outra resolução que tomei foi evitar o uso do carro quando tal é possível. Assim tenho caminhado os três quilómetros e meio que separam a nossa casa da escola dos mais velhos. Fazendo depois o mesmo caminho para regressar a casa acompanhada pelo Leonardo e por vezes do Guilherme.

Tenho poupado gasóleo. Eu sei que sete ou oito quilómetros é coisa pouca mas são entre 35 a 40 quilómetros por semana, cerca se 150 por mês. Para além de poupar combustível pesa também o facto de emitir menos uns gazes para a atmosfera, aliado ao facto de fazermos exercício físico.

São gestos mínimos mas temos que começar por algum lado. 

Não é só em tempo de seca que se deve poupar água

A situação no País está feia. A seca está cada vez mais acentuada e a tão prometida chuva tarda em chegar. A comunicação social explora a situação sem limites e as pessoas começam a falarem poupar água. É triste que só em caso de necessidade é que se façam mudanças. Agora está tudo preocupado em poupar mas estou certa que quando a situação for normalizada depressa a poupança será esquecida.

É importante que as pessoas percebam que a água é o nosso bem mais precioso e deve ser poupada o ano todo. Por vezes os gestos mais simples fazem toda a diferença. Fechar as torneiras quando estamos a escovar os dentes. Tomar duche e fechar a água sempre que não está a ser utilizada. Reduzir a quantidade de água da descarga do autoclismo. Aproveitar a água inicial dos banhos para um balde. Por norma a água demora um pouco a aquecer e essa água pode ser aproveitada para depois lavar um chão, regar plantas ou para uma descarga na sanita.

É importante também só colocar as máquinas da loiça e da roupa para lavar com a carga máxima. Não deixar torneiras a pingar.  Até as águas que normalmente desperdiçamos na cozinha podem ser utilizadas. Se deixar arrefecer a água da cozedura de massas ou de legumes estas podem ser utilizadas na rega das plantas.

Sei que parece pouco mas se pouparmos meio litro agora, mais meio litro daqui a pouco, depressa esses valores de transformam em centenas de litros num mês.

O ambiente agradece a poupança e a nossa carteira também.