Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Temas difíceis

- Mãe porque é que os pais de alguns amigos não vivem juntos?

- Às vezes isso acontece. Os pais deixam de se amar e vai cada um para sua casa.

- Alguns amigos têm duas casas. Dois quartos diferentes, e muitos brinquedos em cada casa.

- Pois quando os pais se separam as crianças costumam ter um quarto em casa da mãe e outro em casa do pai. Uns dias dormem num e noutros dormem no outro.

- O nosso amigo A passa o sábado e o domingo com o pai... Mãe? 

- Sim filho. 

- Tu algum dia vais deixar de gostar do pai. 

- Não sei filho. Acho que não mas nunca se sabe. 

- Eu não quero ter dois quartos. É muito mais giro estarmos todos juntos. 

 

 

- MÃEEEEE?

Acordei em sobressalto com ideia de ter ouvido alguém chamar por mim. 

- Mãe!

O Santiago estava mesmo a chamar por mim.

-Chiu - sussurei para que percebesse que eu estava ali ao lado.

- Mãe? - chamou o Salvador 

- Chiu... 

- Mãe? 

- O que foi Santiago? 

- Eu adoro-te muito. 

- Eu também te adoro muito. 

- Mãe. 

- Diz Salvador. 

- Eu também te adoro. 

- Eu adoro os dois agora durmam. 

Já não se ouviu mais um piu lá em casa

 

Quem nunca?

Quem nunca saltou todas as linhas de um passeio? Quem nunca jogou ao jogo em que não se pode pisar as faixas pretas na passadeira? Ou fez jogos em que apenas podiam caminhar pelas pedras negras da calçada portuguesa?

É uma das memórias que tenho da minha infância. Estes jogos que era grátis e nós ocupavam o tempo.

Ultimamente tenho visto os gémeos a fazerem o mesmo e isso coloca-me um sorriso no rosto. Ainda ontem saltavam de lista em lista na passadeira. Quando chegaram ao fim um disse para o outro:

- Viste mano? Eu fiz parkou!

Santa inocência 😁

A conversa continua

Encostei-me ao carrinho de compras e senti um choque na barriga. Pensei que tinha sentido uma descarga de energia estática até que vi uma vespa. Já em casa o Salvador quis ver a minha picada.

- Que barriguinha mais linda. É tão fofinha! Ó mãe quando é que ela vai ficar grande?

- Grande?

- Sim quando é que ela vai ficar muito grande e depois saí um bebé.

- Já disse que tens que pedir ao pai.

O marido não está a gostar muito da brincadeira 🤣

Comidas estranhas

- Mãe quando é que fazes outra vez caromões?

 - Caromões?

- Sim quando é que fazes outra vez?

- Se eu soubesse o que é isso até fazia mas não sei.

- São caromões.

- Isso não existe.

- Existe sim. Tu já fizeste. São aqueles bichos cor de laranja com bigodes.

- Camarões.

- Sim foi o que eu disse caromões.

 

- Mãe está carne está deliciosa.

- Pois está. 

- Amanhã vou querer comer mais entrepassada.

- Vais querer mais o quê?

- Está carne, entrepassada.

- Entremeada.

- Pois isso.

🤣🤣🤣

A inocência das crianças

- Mãe, eu tenho um colega que é rico!

- Ainda bem para ele Guilherme. Mas foi ele que te disse isso?

- Sim mãe. Eles diz a toda a gente que é muito rico.

- Esse tipo de coisas não se devem dizer assim. 

- Mas ele está sempre a dizer que vive numa casa com dois andares e que é rico.

- Guilherme não vou confirmar se o teu colega tem ou não dinheiro até porque isso não nos interessa. Vou só dizer-te que nós também temos uma casa de dois andares e não somos ricos.

- Nunca me tinha lembrado que a nossa casa também tem dois andares. Achas que ele está a mentir?

- Não sei, nem quero saber. Apenas quero que percebas que nem tudo o que te dizem é verdade. 

Estratégia dos pais para os pedidos difícil dos filhos

- Mãe?

- Sim Santiago.

- Mãe tu tens um bebé na barriga?

A minha primeira reação foi olhar para a minha barriga pensando de onde é que teria vindo aquela conversa.

- Não amor a mãe não tem um bebé na barriga.

- Mas eu nunca vi um bebé na barriga da mãe!

- A mãe já teve muitos bebés na barriga mas agora não.

- Mas eu quero!!!!!

Fiz o que qualquer progenitor faz para resolver o assunto.

- Então logo tens que ir pedir ao pai.

😂

Será que já perceberam o que se passa nos CTT?

Os pequenos estão a aprender as profissões na creche e ontem tivemos uma conversa muito interessante.

- Mãe eu quero ser bombeiro!

- Ai sim?

- Mas não é mascarar de bombeiro. É mesmo bombeiro para apagar o fogo.

- Podes ser o que quiseres Salvador e tu Santiago o que queres ser.

- Doutor!

- Médico?

- Sim, doutor de animais.

- Queres ser veterinário?

- Sim.

- Mas tu tens medo de cães.

- Eu vou tratar girafas, elefantes e leões.

- Não Santiago tu vais ser carteiro.

- Eu quero ser doutor. Não quero ser carteiro. 

- Salvador o teu irmão pode ser o que quiser.

- Mas assim ninguém é carteiro.

- Pode ser que um dos outros meninos queira ser.

- Nenhum amigo da escola quer ser carteiro.

Eu fiquei a pensar que com o rumo dos CTT carteiro não é uma profissão muito apetecível neste momento.