Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

O que uma porta resolve

IMG_20171206_075208.jpg

Os brinquedos são retirados dos locais e simplesmente jogados no chão. Muitos nem são olhados duas vezes exceto quando se certificam que não os pisam. Espalham tudo não brincam com nada.

Já lá vai o tempo em que eu me preocupava com tal. Era incapaz de sair de casa ou ir dormir com aquele quarto todo desarrumado. Todos os dias arrumava e voltava a arrumar. Cinco minutos depois entrava no quarto, parecia que tinha ocorrido uma explosão e espalhado os brinquedos todos.

Cansei-me. Cansei de gastar o meu curto tempo nestas tarefas inglórias. Hoje em dia o quarto é arrumado duas ou três vezes na semana. Quando é necessário aspirar ou quando já nem se consegue andar sem postar um brinquedo. Nós restantes dias fechamos a porta e esta esconde o caos que lá reina dentro. 

IMG_20171206_083150.jpg

 

Oh não!

No sábado à noite o marido aspirou e lavou o chão enquanto eu deitava os rapazes todos. De manhã o Santiago acordou e fomos para a sala. Ele seguiu à minha frente e assim que entrou ouvi:

- Oh não! Mãe as caeiras.

Entrei na sala e vi que estava muito aflito a tentar endireitar as cadeiras.

2016-12-12 06.50.40.jpg

2016-12-12 06.50.18.jpg

 Só se calou quando as coloquei arrumadinhas no lugar certo. Será que estou a criar mais um maníaco da arrumação?

Só é pena que não siga o mesmo principio com os brinquedos no quarto.