Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Aniversário

Pois é hoje temos mais um, afinal com tanta gente aqui em casa tinha que dar nisto. Parece que estamos sempre a comemorar alguma coisa. Hoje é o dia do marido.

Não sei se já fez anos ou não porque ele diz que não sabe a que horas nasceu, mas o certo é que hoje fica um ano mais velho. Espero que isso não signifique que vá ficar mais resmungão. Provavelmente significa que vai ficar com mais cabelos brancos mas não me importo, até lhe dá um certo charme. Aliás se não fosse pelos cabelos brancos ninguém lhe dava a idade que tem.

Ontem tive a noite toda a fazer-lhe um bolo de bolacha para levar para o trabalho e ainda nem tive direito a saber se estava bom. Deve estar muito ocupado a comer para me dar o feedback. Depois coloco uma foto. Deixei os miúdos em casa da avó com instruções que fizessem algo giro para o pai porque este ano não há prenda de aniversário. Quer dizer não há prendas hoje, já ouve antes e haverá algumas depois. Já só faltam dois dias....

Resta-me dizer que espero que o marido tenha um dia bom, que o trabalho lhe corra bem para não chegar a casa todo stressado. Afinal hoje é o dia dele e merece um pouco de descanso. Por favor não lhe moam muito a cabeça porque ainda tem um jogo de monopólio para acabar com os filhos e ele prometeu que era hoje.

 

E já vão oito anos

Faz hoje oito anos que fui mãe pela primeira vez. Parece que ainda foi ontem que senti aquele menino sair de dentro de mim e finalmente o conheci. Passamos nove meses a carregá-los, imaginamos como será a sua personalidade, como será o seu rosto, o seu sorriso. Sonhamos em pega-los ao colo, em sentir o seu cheiro. Mas por muito que nos preparemos para o grande dia a realidade é muito mais forte. Lembro-me que amava imensamente aquele ser mas, quando o tive nos meus braços, esse amor que eu sentia tornou-se incondicional. Assim que olhei para aquele rosto o meu coração derreteu. Senti-lo respirar tornou-se a melhor coisa do mundo. Lembro-me de acordar de noite, ficar a escuta a ouvir a sua respiração e adormecer embalada por ela. Parece que foi ontem e,no entanto, já lá vão 8 anos. Ainda ontem andava ao colo e mamava agora já calça o mesmo número que eu e quase que esta da minha altura.

Ser mãe é sempre uma alegria mas a primeira vez tem uma magia inexplicável.

Hoje sinto que os anos me fugiram, que não aproveitei o suficiente. Neste nosso estilo de vida tão atarefado que temos hoje em dia acabamos por nem conseguir desfrutar dos nossos filhos. Com os gémeos já foi um pouco diferente fiquei mais tempo em casa, tento ter mais tempo para eles. Durmo com eles, muitas vezes durmo metade da noite agarrada a um e outra metade agarrada a outro mas o mais certo é mais tarde sentir que não aproveitei nada na mesma.

Parabéns para o meu Guilherme que é um menino tão especial. Foi a melhor coisa que me aconteceu na vida, ajudou-me a crescer, ensinou-me coisas e tornou os meus dias muito mais felizes. É sem sombra de dúvidas uma luz na nossa vida. Por tudo isso só tenho que lhe agradecer e desejar que continue a ser sempre assim tão carinhoso e amigo do seu amigo. Meu filho não mudes nunca porque és perfeito do jeito que és.