Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Aniversário na Sexta feira Santa

No início do ano percebi que o meu aniversário iria calhar na sexta feira santa. Fiquei contente pelo facto de poder ter a família junta neste dia especial. Os miúdos não teriam que ir à escola, o marido não iria trabalhar. O fim de semana iria ser prolongado numa época que previlegia a família. Pensei convidar alguma família e amigos para acamparem cá em casa. Imaginei a casa cheia, com sofás transformados em camas, colchões insufláveis pelo chão, crianças a partilharem lençóis e uma mesa cheia.

Mal eu sabia que viria um minúsculo ser invisível a olho nú e nós roubar ia a liberdade, ainda que momentaneamente. Mal eu sabia que nem poderia abraçar os meus pais, os meus amigos. Que não teria a casa cheia de risos.

No entanto agora não é altura de lamentar mas sim de agradecer. Estamos todos bem ainda que separados. Tenho o marido e os meus filhos ao meu lado. O telemóvel não pára de tocar com mensagens e vídeos de parabéns. 

Estou agradecida, tão agradecida por tudo o que a vida me proporciona. Agora vou aproveitar o dia. Fazer um bolo com os miúdos para mais tarde cantar os parabéns. Talvez fazer uma vídeo chamada na altura para nos juntarmos ao que estão longe. 

A distância só é grande se a deixarmos ser. 

10 anos de Leonardo

Família-96.jpg

Meu filho hoje casas os anos, dez anos de existência. Parece que ainda ontem te carregava no meu ventre, cheio de pressa de vir ao mundo. Assim és tu. Não és apressado nem inquieto mas tens uma sede imensa de conhecimento. Tiveste pressa de nascer, pressa de andar. Bastava olhar para ti e todos nós percebíamos a curiosidade de brotava dos teus olhos. Eras tão especial que cada vez que estavas doente a avó Alice dizia para ter muito cuidado porque parecia que não pertencias a este mundo.

 

Eras teimoso e opinativo desde a mais tenra idade. Sempre soubeste o que querias e não desistias até o conseguires. Passavas horas a montar puzzles para uma idade muito superior à tua. Quando este deixava de ser um desafio viravas as peças e montavas o puzzles com a imagem virada para o chão. Aos três anos convenceste a avó que sabias ler. Reconhecias palavras como morango, banana, jogos, sim, não. Deram-te um iogurte para as mãos e tu disseste morango enquanto apontavas para a palavra. Quando te fui buscar estava tudo radiante porque tu já sabias ler. Foi uma risota geral nesse dia.

 

Tal como foi uma risota quando, uns dias depois, roubaste um pedaço de pão da mão da senhora que o estendia à neta. Foste educado e disseste obrigado enquanto abalavas com o pedaço de pão na mão. Ainda hoje sorrio quando me lembro.

 

Na creche foste difícil. A educadora desesperava contigo. Dizia que não comprava brigas porque não tinha pulso para lidar contigo. Cinco anos e ela tinha medo de te enfurecer. Andavas frustado e ninguém percebia porquê. Fomos encaminhados para fazer uma avaliação que só confirmou o que já sabíamos no fundo. Estavas muito avançado para a idade e a creche não constituída desafio para ti. Assim foste para o primeiro ano com cinco anos e o teu comportamento mudou do dia para a noite. A alegria voltou ao teu olhar. O entusiasmo de aprender a ler e a fazer contas. Estás sempre pronto a aprender, queres sempre saber mais e mais. Só é pena essa tua ambição de teres de ser o melhor. Espero que com o tempo percebas que não interessa ganhar ou perder mas sim o participar. É que muitas vezes não participas só para não correres o risco de não ganhar. Compreende que o meu orgulho por ti é independente do que vais alcançar na vida. Vou amar-te para sempre. 

 

 

15 anos

IMG_20190821_083405_335.jpg

Já lá vão 15 anos desde que dissemos o sim. 21 desde que trocamos o primeiro beijo. Nem tudo tem sido um mar de rosas. Temos momentos bons e maus. Felizmente se pensarmos as coisas os bons superam os maus com larga margem. 15 anos de vida conjunta, 4 filhos não podia pedir mais. Espero que venham mais 15, 20, 30. Que o amor e o respeito continuem para sempre. Continuo a querer ficar velhinha ao lado dele😍.

Fazem 5 anos

Hoje é o dia dele. 

Família-66.jpg

E dele. 

Família-89.jpg

Foi neste dia que a nossa família aumentou e se tornou assim. 

Família-35.jpg

Nem sempre as coisas são fáceis. Existem dias maus e outros bons. Os bons são mais que os maus e mesmo que não fossem não trocava nada. Adoro todos os meus filhos. Adoro a casa cheia de barulho. As gargalhadas de crianças. As quezílias. A amizade. O amor.

Que este cinco se transformem em mais, muitos mais. 

Agora vou só chorar um pouco porque o tempo passa rápido demais😭

O que querem para o aniversário?

Falta uma semana para o aniversário dos gémeos. Hoje vou tentar tratar da prenda deles. Inicialmente tínhamos uma ideia do que lhes queríamos oferecer. Ficámos suspresos presos quando a semana passada nos disseram o seu desejo. Eu fiquei estupefacta, não só perante o pedido, como pelo facto de estarem tão organizados que pedem coisas complementares.

Os pedidos dos rapazes têm feito as delícias de toda a família. Ninguém consegue adivinhar o que pediram e adoram quando descobrem. 

Afinal o que escolheram os rapazes?

Aceitam-se palpites a resposta será dada amanhã 😘

Meu filho

Família-114.jpg

Ontem foi o teu dia. Doze anos. Doze anos! Doze anos?  Como é possível? Ainda ontem te trazia na minha barriga onde me mágoa as as costelas cada vez que te esticavas. Ainda ontem te tive no colo pela primeira vez e pude finalmente ver o teu rosto. Se fechar os olhos ainda consigo sentir o teu cheiro a bebé e recordar o teu corpo roliço. Eram bons tempos. Quando te tinha sempre nos meus braços e te podia proteger de tudo.

Éramos felizes e não sabíamos.

Queríamos que andasses e falasses. Que comesses sozinho. Que não quizesses tanto colo.

O tempo passou e tu realizasse tudo. Eu estou orgulhosa do teu caminho. Estás a caminhar para a vida adulta com dignidade e respeito. Estás a crescer melhor do que alguma vez julguei possível. É um prazer assistir a esta tua jornada. Estar ao teu lado quando precisas e dar-te espaço quando queres.

Que continues sempre a ser este jovem feliz e com um coração do tamanho do mundo.

Fiquei surpreendida

- Leonardo o teu aniversário está mesmo a chegar.

- Pois está.

- Nesse dia queres ir à escola e levas um bolo para festejar o teu aniversário, ou querer faltar à escola e passar o dia com a mãe? Posso tirar um dia de férias e vamos passear os dois. 

Os olhos dele iluminaram-se de felicidade e disse:

- Quero passar o dia só contigo.

Sinceramente nunca pensei que quisesse falar à escola, certinho como é. 

Está quase a chegar o meu aniversário!

Nos últimos dias o Leonardo tem andado muito animado a falar sobres as coisas que espera receber.

- Quero o novo diário do banana. Quero aquele lego, aquele também. Também quero ...

- Mas tu andas tão entusiasmado porquê?

- Está quase no meu aniversário.

- Pois está.

- É já para a semana.

- Para a semana?

- Sim para a semana é dia 10.

- Leonardo em que mês estamos?

- Novembro.

- É tu fazes anos em que mês?

- Dezembro. Já percebi afinal ainda falta mais de um mês. Tao😂

Acontece aos melhores

Salvador

Seguiste o teu irmão e quinze minutos mais tarde estavas entre nós. Também não consegui pegar em ti e apenas tive direito a um breve olhar antes de ires ter com o teu irmão. Acho que já te contei que Santiago teve sem reagir até tu chegares. Os médicos temeram o pior, então tu chegaste e tudo mudou. Percebemos nesse momento que vocês precisam um do outro como os seres normais precisam do ar que respiram. Olho para vocês e vejo dois seres um ser só. Não sei como explicar mas apesar de serem dois, com diferentes personalidades e maneiras de ser, parecem ser um só.

Adoro esse laço que vos une e em partes tenho ciumes dessa ligação. Para os vossos irmãos sempre tive em primeiro lugar. Adorei que precisassem de mim para tudo. Adorei que olhassem para mim como se fosse a única coisa importante do mundo. Com vocês é diferente. Sim precisam de mim e adoram-me mas sinto que precisam do outro gémeo mais do que da mãe. Adoro esse laço e ao mesmo tempo tenho ciumes de não conseguir entrar nesse mundo só vosso.

Agora voltando a ti meu Salvador porque já me estava a desviar do tema. Chegas aos quatro anos com uma alegria imensa. O mundo pode estar a ruir mas para ti está sempre tudo bem. Estás sempre a brincar, a rir, a correr. A infância fica-te tão bem. Costumo brincar contigo dizendo que és o meu palhacinho porque para ti tudo é brincadeira. Quando estou a ralhar contigo começas nas palhaçadas e depressa tudo fica esquecido entre risos. És calmo e meigo e muitas são as vezes em que apazigua o teu irmão. Adoro quando andas de volta dele e lhe dizes para ter calma. Quando lhe dás beijos e abraços se o vês a chorar.  Adoro a forma como distribuis beijinhos pelos teus amigos quando são horas de sair da escola. Adoro a forma como disfarças quando fazes asneiras, do género eu não fiz nada.

Também sei que apesar de seres o mais calmo és também o mais sacana. Sei que desencaminhas o teu irmão para as situações mais arriscadas. Sim, vocês estão sempre a fazer metidos em sarilhos. Nunca vi crianças com uma imaginação tão fértil para sarilhos. Basta olhar para o teu sorriso de safado para perceber que és fresco. 

Adoro o teu ar de menino que não faz mal a uma mosca mas depois parte a loiça toda. Adoro a tua meiguice e tua curiosidade. Queres saber tudo sobre o mundo, principalmente sobre dinossauros. 

Espero que mantenhas essa curiosidade e esse espírito livre durante a tua vida. Vou adorar ver-te crescer. O meu coração derrete-se por ti.