Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Estas escolhas...

Desde que a escola começou tenho-me visto confrontada com algumas questões dos meus filhos.

 

- Mãe, um dia posso levar pizza para o lanche da escola?- perguntou o Leonardo

- Pizza para lanche?

- Sim os meus colegas levam pizzas e hamburguer para o lanche. Também posso?

Tive que ter uma conversa com o rapaz e explicar-lhe que pizzas e hamburguer não devem ser consumidos regularmente. Que devem ser comidos com peso conta e medida e como uma refeição principal. Fiquei algo chocada quando o rapaz me explicou que certos colegas levam este tipo de coisas para o lanche com alguma frequência. Fiquei pensar se serei a única mãe que pensa que este tipo de alimentos equivalem a almoço ou jantar e não a um lanche.

 

Mais tarde ouvi uma parecida do Guilherme.

 

- Mãe podes mandar-me morangos para o lanche da escola?

- Claro que posso. Faço uma caixa e coloco na tua lancheira.

- E podes enviar uns pacotes de açúcar para deitar em cima dos morangos?

- Açúcar? Mas tu comes os morangos simples.

- Sim mas eu vejo o meu colega que leva uma caixa com morangos. A mãe dele manda também três pacotes de açúcar para ele deitar por cima dos morangos.

- Três pacotes? Mas ele leva muitos morangos?

- Não mãe leva uma daquelas caixas pequeninas.

- Pois tu podes levar morangos mas sem açúcar.

Três pacotes? Já se passaram umas semanas desde esta conversa mas não me consigo esquecer deste numero que me parece um pouco exagerado, não? Fruta é um óptimo lanche para uma criança mas na forma natural.  Neste caso os morangos do rapaz conseguiam ter mais açúcar que uma bola de Berlim. Depois temos as outras crianças que assistem a estas opções e claro que também querem. Querem levar pacotes de pipocas, chocolates, rebuçados e chupas.

Felizmente no nosso caso eles sabem que os doces são comidos de vez em quando e só com a nossa autorização. Mesmo quando têm festas na escola trazem o saco de doces para casa quando sei que a maior parte dos miúdos os comem na hora. Não sou uma daquelas fanáticas que os miúdos não podem comer nada. Os meus filhos comem imensas porcarias mas não o fazem a toda a hora. Quero que percebam que tudo deve ser consumido com peso conta e medida para que mais tarde saibam ter bons hábitos alimentares. Não sei se vamos conseguir ou não mas vamos continuar a tentar.