Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Os meus dias

Eu quero escrever mas as minhas mãos andam demasiado ocupadas para me permitirem escrever.

Tenho passado os meus dias assim

downloadfile.bin

Também assim

alergias647x388.jpg

O meu nariz está prestes a cair e os meus olhos ficam assim

tratar-olho-irritado.jpg

Isto tudo aliado à tortura da fisioterapia. Como se diz cada um tem o que merece😁. 

 

Imagens tiradas da net. 

Algo de que eu não sentia falta

Do pólen. Dos milhentos espirros durante o dia. De assoar o nariz de cinco em cinco minutos. De chegar ao fim do dia com o nariz tão vermelho que até parece que vai cair. Da comichão imensa nos olhos. Da garganta inflamada de tantas secreções. De ficar afónica durante quase uma semana. Da tosse alérgica. Da comichão dos ouvidos. Das erupções cutâneas.

Pior que isto tudo é ver os pequenos com os mesmos sintomas. Fungadelas constantes. Espirros e mais espirros. Olhos vermelhos e inchados. Queixas constantes...

Sim, estava cheia de saudade do calor mas das alergias não.

Gostava muito de conseguir escrever mas...

A sério que gostava muito de conseguir escrever qualquer coisa mas não consigo parar de espirrar. As minhas alergias tem andado em força esta semana mas hoje estão especialmente em alta. Assim que me levantei comecei a espirra e não consigo parar. As lágrimas saem espontaneamente dos olhos, o nariz não para e já usei um maço inteiro de lenços.

Demorei quase meia hora a escrever esta meia dúzia de linhas, estou sempre a parar para espirra ou assoar o nariz que  já começa a doer. Para além  disto tudo tenho uma vontade imensa de coçar os olhos. Vai ser um dia difícil! 

Espero que por ai andam melhor que eu. Boa sexta-feira.

Mas afinal és alérgica ao quê?

Ei uma pergunta que oiço muitas vezes. A verdade é que era mais fácil perguntar ao que é que não sou alérgica.Ora vamos lá começar, tentem acompanhar-me.

Sou terrivelmente alérgica ao pela dos gato. Sou tão alérgica que a médica me disse para fugir dos gatos porque eles podem matar-me. Basicamente começo a deixar de conseguir respirar, parece que tenho os pulmões cheios de pó e o ar não entra, também fico cheia de comichão nos olhos. Para além disso notei que a minha pele faz reacção ao pelo do cão. Fico com a pele cheia de babas e comichão no sitio onde teve contacto com o pelo.

Tenho alergias cutâneas. Não consigo cortar muito tomate porque as mãos começam a arder. Se estou a descascar e cortar vegetais para a sopa começo a ficar com as mãos encarnadas e fico cheia de comichão entre os dedos. No nível das alergias cutâneas descobri também, da pior maneira, que não posso usar aquelas bandas de cera da Veet. Comprei uma vez e comecei a fazer a depilação. Estava a ler as instruções enquanto ia avançando com aquilo. Acabo por ver um alerta na caixa que dizia que deveríamos experimentar primeiro num pequeno local para ver se não ocorriam alergias. Resolvi então deixar a perna meia depilada e continuar no dia seguinte só para ter a certeza. A meio da noite comecei com uma comichão desgraçada, nem conseguem imaginar com é que ficou a minha perna. Ao andar estava constantemente a parar para me coçar e cheguei a fazer feridas de tanto coçar.

Quando penso estas alergias já vêm desde muito nova. Lembro-me da minha mãe ralhar comigo porque eu parava no meio da estada para me coçar. Lembro-me da avó me dar banho com um chá qualquer que supostamente tirava a comichão.

Mais tarde tive o meu primeiro verdadeiro ataque num casamento de um familiar. Cheguei ao pé dos meus pais a dizer que estava a ferver e cheia de comichão. Eles olharam para mim e voamos para o hospital. Acabei a noite a levar uma injecções, os médicos presumiram que deveria ser uma alergia alimentar.

Acabei por fazer testes aos alimentos em jovem, que me deram imensos positivos. Repeti os  recentemente e a lista ainda ficou maior. Tenho alergia à soja, à avelã, ao amendoim, ao tomate, aos orégãos, ao trigo. Não posso comer fruta com casaca porque sou alérgica ao pólen.

Sim porque eu nem respirar livremente posso. Tenho alergias ao pó, ao pólen, as árvores e à relva. Na consulta a doutora mostrava-me folhas enquanto me dizia que tinha que fugir daquelas arvores. Como é que querem que eu fuja, muitas vezes nem damos por elas misturadas nas outras. E verdade seja dita já nem me lembro de quais são. Estou proibida de fazer exercício físico ao ar livre. Com doze anos ia morrendo de choque anafilático durante uma caminhada. Primeiro comecei com um formigueiro nas mãos e sentia os lhos esquisitos. Quando mencionei os sintomas ao meu colega ele olhou para mim e ficou em pânico. Disse-me calmamente que eu estava toda inchada e que tínhamos que acelerar para chegar a casa. Eu ia tentando andar mas cada vez sentia mais falta de ar. Ele acabou por deixar-me e foi a correr buscar os meus pais. Só me lembro de ver a fonte de água gelada da serra da estrela e sentir que precisava molhar-me. Meti a cabeça lá de baixo e senti o corpo a ceder. O pai teve que me levar ao colo até casa onde dei em vomitar nem sei bem o quê. Quando fomos ao hospital o médico disse-me que a minha reacção de me molhar com a  água gelada provocou um choque térmico e provavelmente foi o que me salvou a vida.

Depois disso já tive muitos mais episódios se bem que nenhum assim tão grave. Comecei a andar medicada, bem que só os tomo em SOS. Passei a ter mais cuidado. Não deixei de comer certas coisas porque as tolero minimamente. Continuo a comer tomate, pão e amendoins. Se bem que nunca sei se vou ou não tolerar. À uns tempos atrás comi um amendoim em casa da cunhada e assim que o coloquei na boca senti que algo tinha corrido mal. O raio do amendoim era tão bravo que fiquei com o lábio todo inchado na zona em que este tocou. Fui motivo de risota a noite toda porque parecia que tinha aplicado botox em metade do lábio inferior.

Isto de se viver com alergias é tremendamente chato. Por ai há alguém que sofra tanto como eu?

Mais consultas

Na sexta-feira foi mais um daqueles dias de consultas. Tínhamos consulta de enfermagem às 9H pelo que tivemos que nos levantar mais cedo do que o habitual. Chegamos ao hospital pouco depois das 8:30 mas acabamos por só entrar perto da 10H. Pesamos e medimos os meninos, estão ambos com a mesma altura e peso embora, à vista, pareça que há diferenças entre ambos. Depois seguimos para a consulta de alergologia, vamos começar com o flixotaide 125mg, 2 vezes ao dia, como tratamento profilático.Fiquei um pouco receosa porque os doutores avisaram-me que este medicamento estraga os dentes dos meninos, teremos que ter muito cuidado e escova-los sempre depois das bombadas. Regressamos em Janeiro e se as queixas de falta de ar continuarem deveremos iniciar o singulair.

Seguimos para a consulta de otorrino. A doutora começou por ver primeiro o Salvador porque o Santiago estava a dormir. Indicou-nos que estava tudo óptimo com o Salvador e nós respiramos de alivio. De seguida foi observar o Santiago e diz-nos que o Santiago tem que ser operado. Saímos do gabinete munidos de requisições e receitas. Tem que fazer um tratamento com actifed durante 15 dias em conjunto com brufen e uma gotas no nariz durante os primeiros 5 dias. Depois temos que fazer um RX, análises e um exame auditivo. Voltamos em Fevereiro, já com os exames, para marcar a operação.

A operação não é novidade para nós, até porque, os mais velhos já passaram por este procedimento. Mas fica sempre um nervoso miudinho. Ficamos sempre com a esperança que, os exames revelem que afinal não é necessário. Mas não podemos ficar ansiosos até porque se de facto precisa mais vale agora porque recuperam muito mais rápido.

Para já começamos com o tratamento. Vou dar os xaropes ao Santiago e tenho o Salvador a pedir também. Acabo por lhe por a seringa, já sem nada, na boca para fingir que lhe dou remédio. Em relação às gotas no nariz está a ser mais fácil do que pensava. Por norma as crianças costumam chorar e espernear quando lhes tentamos colocar gotas. O Santiago fica sossegado e rir que nem um perdido de cada vez que uma gota lhe entra nas narinas.

Nós, pais, rimos com ele. É de facto um bebe muito bem disposto. 

Mas este também tem alergias?

Ontem ligaram-me da escola a dizer que o Gui estava aflito. De manhã tinha reparado que tinha algumas mordidas de melga mas dei-lhe aerius e rezei para que não fizesse reacção. Claro que as minhas preces foram em vão, quando o fui buscar mais parecia ter sido atingido por um enxame de vespas furiosas. Contei 13 picadas que se transformaram em babas enormes. Passamos o resto do dia a gelo e fenistil. Hoje de manha nova dose de aerius, gelo e fenistil e felizmente já estava melhor. A reacção que faz só pode ser alergia, da próxima vez que for à alergologista tenho que me lembrar de dizer.

Basta 1 piscar de olhos

Ontem tive consulta de alegologista, esta maldita alergia não me larga. Ando com uma dor de garganta à mais de quinze dias sempre à espera que passe. A médica disse-me que já não ia lá só assim, receitou-me antibiótico e quase a farmácia inteira de anti-histamínicos. Como estava a tomar o aerius não pude concluir com os testes das alergias, já fiz duas vezes aquelas picagem nos braços mas ainda preciso de fazer mais. A doutora olhou para os gémeos e disse-me logo que eles tinham uma pele muito alérgica. Receitou-me uns cremes e disse-me que da próxima vez ( Dezembro) me quer ver a mim e às quatro crianças. Coitada nem sabe no que se meteu...provavelmente vai sair de lá louca depois deles lhe destruírem o consultório.

Depois da consulta fui trabalhar, de seguida apanhei os meninos e passei na farmácia. Comprei os meus medicamentos, vi os preços dos cremes para os gémeos ( ia caindo para o lado, ainda são mais caros que os que usei para o Leonardo) e pesei os gémeos. O Santiago tem 8,980Kg e o salvador 8,800Kg, parece-me que estão muito bem para 10 meses de idade e ainda por cima prematuros.

Em casa quando fui tirar o Salvador do ovo, o sacaninha vincou os pés esticou-se e vincou a cabeça na pega do ovo. Como se não basta-se ao sentir que se estava a aleijar fugiu com a cabeça mas sem desviar, sempre a raspar na pega. Foi uma questão de 1 segundo e eu nem tive reacção, ficou com um vinco desde a testa até à parte posterior da cabeça. Fartou-se de chorar e eu fiquei logo aflita. Passado um pouco lá se calou e ficou mais calmo. Por volta das 20H começou a ficar sonolento e muito quente. Fomos ver e estava com febre ( 38,5), ligamos para a saúde 24  fomos atendidos por uma enfermeira muito simpática e prestável. Aconselharam-nos a dar-lhe ben-u-ron e vigiar durante a noite, acorda-lo de duas em duas horas a ver se ele estava bem. Indicaram-nos que caso vomita-se ou se a febre continua-se deveríamos ir à urgência com ele.

Ligaram-nos de volta cerca das 22:30 a saber do menino que na altura estava a dormir e ficaram de ligar hoje à noite para saber a evolução.

À meia noite estava outra vez cheio de febre (39,4) dei-lhe brufen e deitei-me no sofá com ele em cima de mim. Acho que não dormi nada de noite estava sempre a ouvi-lo respirar. Às 4:30H da madrugada já estava com 38,6, vesti-me e fui com ele para a urgência. Os médicos desvalorizaram o vinco na cabeça ( ufa ainda bem) e disseram-me que a febre ter começado depois foi uma coincidência. Não encontraram nada no menino mas tem que ser vigiado. Devemos voltar à urgência se: tiver vómitos, deixar de comer, ficar muito prostrado, caso apresente mais sintomas ou se o intervalo sem febre diminua. Se os sintomas se mantiverem iguais devemos voltar quinta à noite ou sexta de manhã porque faz 48H com febres altas. Já liguei à mãe e continua muito queixoso.

Como é possível que uma hora esteja bem e na outra esteja doente. Ainda bem que não teve nada a ver com a cabeça mas só serve para aprendermos que não podemos baixar a guarda com estes meninos. Basta piscar os olhos e já aconteceu asneira.