Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Sustos a trás de sustos

É impressionante como o Santiago me relembra o Leonardo. Ontem aconteceu mais uma vez, se bem que desta vez não trouxe lembranças boas. Estava sentado a brincar na sala e deixou-se cair para trás, bateu  muito ligeiramente com a cabeça até porque estava em cima da carpete. Eu estava na cozinha e começo a ouvir a minha tia a dizer para eu ir ver o menino e lá vou eu a correr pois já imaginava o que se passava. Encontro-o nos braços da minha mãe já a ficar roxo, peguei-o imediatamente, começei a abana-lo, soprar-lhe para a cara e já estava preparada para lhe dar uma palmada quando ele finalmente inspirou e começou a chorar.

Fui à cozinha molhar-lhe a cara e só sentia o meu coração a mil à hora. As pernas pareciam gelatina e o estômago ficou embrulhado. Seria de esperar que já tendo vivido esta situação com o Leonardo estivesse mais à vontade com esta situação. Mas a verdade é que não estou, de cada vez que ele deixa de respirar eu temo que não volte a si. Felizmente tenho um instinto que não me deixa entrar em pânico e me faz reagir. Mas quando a situação passa fico com um nó no estômago. Durante dias revejo aqueles segundos que me pareceram horas e fico ansiosa.

O problema está diagnosticado. Tanto ele como o irmão tem as amígdalas muito grandes, tão grandes que obstruem a passagem de ar pelo que terão de ser retiradas. Por norma costuma-se esperar pelos três anos, mas acho que terão de ser operados mais cedo. Voltamos em Outubro para serem reavaliados e se ele continuar a ter estes episódios deve ser para avançar.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.