Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Quem vê caras não vê corações

Durante anos achei que está expressão significativa que existiam pessoas que têm uma cara boa mas um coração mau e ao contrário. 

Achava que esta expressão era indicada para aquelas pessoas que nos enganam sem que tenhamos a mínima suspeita. Pessoas que são capazes de ter amantes, de espancar companheiros, de roubar, tudo isto, e mais alguma coisa, sem que os que os rodeiam tenham a mínima pista.

Durante anos achei mas agora já não. Hoje em dia sei que é uma expressão que serve a quase todos nós. Quem nunca saiu à rua com um sorriso forçado na cara quando sente o coração desfeito? Quem nunca disse que estava tudo bem quando na verdade está tudo mal? Quem nunca fingiu estar feliz quando por dentro todo o seu ser chora? Quem nunca escondeu porque é mais fácil esconder do que falar?

Descobrir então que esta expressão se adapta aos lutadores que decidem que a tristeza não é o caminho. Que lutam contra a tristeza e buscam sempre a felicidade. Aos fortes que decidem não baixar os braços e lutam. A todos aqueles que saem à rua com uma máscara porque não querem ver a sua vida escrutinada. 

É engraçado como à medida que crescemos a nossa forma de ver as coisas muda. 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.