Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Piloto automático

Por vezes dou por mim num estado de transe em que nem me recordo do que fiz nos últimos minutos. Ainda ontem acordei para a vida a tempo de visualizar as portagens de Alverca. Primeira reacção foi olhar para o conta quilómetros, 110 km/h, e agora a que velocidade passei no radar da descida de Vialonga. Vejo a policia, como de costume, depois da portagem e abrando o mais possível com o coração apertado afinal não me posso dar ao luxo de apanhar uma multa. Felizmente devo ter passado a uma velocidade razoável e não tive problemas. Mas este tipo de situações começa a tornar-se frequente.

Quantas vezes já deram por vocês a chagar ao destino final mas sem se lembrarem do percurso que fizeram? Eu chamo-lhe o modo de piloto automático. Quando estou neste modo faço as coisas na mesma mas sem me recordar. O que é que eu fiz à chave do carro? Está arrumada no sitio do costume embora não me recorde de a ter colocado lá. Tranquei o carro? Acabo por voltar a trás só para verificar que de facto o fiz, embora não me recorde. Por vezes tenho conversas com pessoas e depois não me recordo.

Estarei a precisar de férias ou estarei a ficar louca?