Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Onde para o pessoal qualificado?

Nestes últimos meses tivemos algumas situações que nos levaram a ter que procurar profissionais para algumas reparações. Tudo começou com a saga da casa de banho na casa antiga, ainda hoje tenho pesadelos com isso. Tivemos pessoas a quem pagamos bem que reparar o assunto. O problema é que nem uma semana depois já estava tudo na mesma e as pessoas não voltaram para rectificar a porcaria de trabalho que tinham feito. Ligamos várias vezes disseram-nos que voltavam mas nada. Chegou a um ponto que pensamos que seria melhor nem terem voltado porque provavelmente ainda fariam uma porcaria maior. Iniciamos nova procura e foi difícil arranjar quem quisesse fazer a obra e os poucos que quiseram pediram-me valores enormes. Para terem uma ideia pediram-me para assentar um poliban e um resguardo quase o mesmo que a minha mãe pagou pela casa de banho toda à três anos atrás. E quando digo toda é mesmo toda desde canalização nova, azulejos e loiças.

Lá conseguimos encontrar uma pessoa que começou a obra mas nunca tinha tempo para nós. Demorou duas ou três semanas e o resguardo acabou por ser montado pelo marido quando nos fartámos da espera.

Agora na casa nova temos duas situações que gostávamos de ver resolvidas. Achamos que a aspiração central não está a aspirar devidamente. Ligamos para a empresa que a montou e solicitamos um técnico para vir verificar a situação. Foi-nos informado que ligavam de volta e após três semanas ainda não tivemos noticias. Felizmente o marido é um homem jeitoso, andou de volta do aparelho e a coisa está um pouco melhor. Continua a ter muito menos potência que o que tínhamos no apartamento mas não sabemos se é um problema ou se é mesmo assim. Resolvemos deixar a coisa assim enquanto aspirar e depois logo procuramos solução.

Outro problema que temos é com uns estores eléctricos que o proprietário anterior instalou. São uns estores exteriores e não existem muitas empresas que tenham esta marca. Procuramos a custo alguém que nos viesse calibrar os comandos. Actualmente um estore não sobe nem desde e o outro não fecha totalmente. O marido contactou uma empresa e ficou acordado que um técnico iria passar cá em casa na nossa semana de férias. Supostamente estavam numa obra aqui perto e davam cá um pulo. A semana passou e nada. O marido ligou novamente na semana passada e disseram-lhe que o técnico ligava já de volta. Entretanto passaram quase mais duas semanas e nada.

Sentimos o mesmo tipo de problemas na empresa onde trabalho. Pedimos a vários electricistas que fossem fazer um trabalho, nenhum se dignou a aparecer. Neste momento temos um sr. espanhol que veio recomendado pelos nossos colegas do pais vizinho. O sr. fez 8 horas de carro só para chegar às nossas instalações. Assim que chegou começou a trabalhar com uma precisão e rapidez impressionante. 

Assisto a isto tudo e só consigo pensar se é muito azar nosso ou se há assim tanta falta de pessoal qualificado.

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Catarina 31.07.2017 06:50

    Já brinco a atribuir profissões aos rapazes. Um pode ser electricista, outro canalizador, um pedreiro e outro mecânico assim fico com o problema das obras resolvido.
    Agora falando a sério é um pouco triste precisarmos de certos trabalhos feitos e não conseguirmos arranjar quem o faça, ou então aparecem-nos charlatões como me aconteceu na casa de banho.
  • Imagem de perfil

    Sofia 31.07.2017 08:17

    Catarina, olha que se eles seguirem essas profissões, vão ter sempre trabalho e ganham bem e a mãe agradece! Ahaha
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.