Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Onde andas tu meu telemovel?

Cheguei ao trabalho e a primeira coisa que faço e abrir a mala para te tirar. Procuro, procuro e não te encontro. Resolvo procurar melhor porque a minha mala apesar de pequena mais parece um buraco negro. As coisas desaparecem lá dentro e é um castigo para as encontrar. Empenhada em encontrar-te comecei a despeja-la, cheguei ao fundo e não te vi.

O meu coração ficou ansioso porque já não sei viver sem ti. Pensei onde poderias estar e lembrei-me que havia a possibilidade de teres caído no chão do carro. Andei de rabo para o ar a espreitar por baixo dos bancos, nas abas da porta e nada. Em ultimo recurso liguei para ti, escutei o som de chamada mas não te ouvi tocar.

Não sai da minha cabeça onde poderás estar. Já revi todo o meu percurso matinal até chegar ao trabalho e tenho a certeza que só podes ter ficado em casa. A  minha mala não saiu do carro o tempo pelo que é quase impossível ter-te perdido. No entanto o meu coração só vai sossegar quando te segurar novamente nas mãos. vou passar o resto do dia com a impressão de estar incompleta, aquela sensação que nos falta algo imprescindível para viver.

Ainda por cima fiquei sem as fotos para mostrar o meu maior vicio.

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Catarina 20.05.2016

    Só pode ter ficado em casa. Acho que não há forma de o ter perdido mas só vou ficar descansada quando o meu marido me confirmar se ficou em casa.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.