Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Não é a melhor das fases

Entramos numa nova fase de crescimento dos rapazes mas confesso que não é a melhor das fase. Deixaram de dormir a sesta ao fim de semana. A excitação de estar em casa, a saudade dos pais e irmãos, as brincadeiras que não foram feitas nos dias de semana. Todo isto e mais alguma coisa faz com que os rapazes não queiram dormir no fim de semana. Eu bem tentei mas nos últimos tempos estava quase uma hora para os adormecer e passado meia hora no máximo já estavam em pé. Acabei por me resignar e deixar de os obrigar a dormir. Dormem durante a semana na creche pelo que não há grande mal.

Não há grande mal para eles mas a nossa cabeça não concorda. Neste últimos fins de semana tenho chegado ao fim do dia com uma dor de cabeça imensa e o marido queixa-se do mesmo. O barulho imenso que fazem o dia todo, os gritos, as correrias, as birras e guerras tudo pesa e, no fim, traduz-se numa intensa dor de cabeça. Tudo isto é agravado pelo facto de ficarem mais irritados da parte da tarde. Não querem dormir mas começam a sentir cansaço o que faz com que chorem mais do que o normal. Implicam mais um com o outro e qualquer desentendimento parece que é o fim do mundo.

Nós vamos tentando ter paciência mas não é fácil. Depois temos ainda o senão que às sete da noite estão com tanto sono que, ou adormecem antes do jantar, ou não comem nada de jeito com o sono. Noto também que nestas noites dormem pior. Mexem-se mais, sonham mais. Acordo com eles a falarem ou a terem pesadelos.

Tudo era mais fácil quando dormiam. Por vezes eu dormia também e deixem que vos diga que sabia lindamente. Outras vezes podia ficar sossegada no sofá a ver um filme com o marido sem ter que me levantar a cada cinco minutos. O melhor de tudo é que a minha cabeça tinha entre hora e meia a duas horas de descanso.

Como o que é bom sempre acaba apenas nos resta aprender a lidar com esta nova fase. Esperar que eles entrem no ritmo de conseguirem saltar a sesta sem ficarem afectados. Tenho a certeza que dentro em breve vão deixar de ficar tão rabugentos e tudo vai correr melhor.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.