Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Monstros que vivem entre nós

Quando ouvimos falar no desaparecimento da Valentina ficamos deveras preocupados. Não conhecíamos a menina, a família, nem tão pouco tínhamos conhecidos em comum. Apesar de sermos completos extranhos sofremos de preocupação. Voltamos a assistir às notícias, coisa que havíamos parado de fazer, na esperança de boas notícias. Demos por nós a parar na CM TV, canal que abomino, para perceber os desenvolvimentos. Em silêncio rezamos interiormente pelo seu regresso sã e salva. 

Há medidas que as horas passavam uma angústia crescia dentro de nós. O marido teve que fazer uma deslocação no sábado e a primeira coisa que perguntou ao chegar foi se já se sabia alguma coisa.

Todos nós preocupados com uma menina sem sonhar que todo o mal já havia sido feito. Após a descoberta do corpo e dos culpados ficou um choque. Bem sei que não é a primeira vez que um progenitor faz mal a um filho mas não me consigo habituar a esta realidade. 

Não consigo perceber como é possível um pai ou uma mãe fazer tal coisa. Para mim as crianças são o símbolo da inocência. São doces e puras, ainda não tocadas pelos pecados do mundo. Não consigo imaginar um ser humano a fazer mal a um destes seres. Mais ainda me custa a aceitar quando o ser é do nosso próprio sangue. 

Bem sei que por vezes os filhos nos tiram do sério mas nada justifica a morte. Como pais devemos garantir a segurança dos nossos filhos acima de tudo. 

Ainda não me consigo mentalizar. Estou cada vez mais desgostosa com esta sociedade que vêm perdendo a humildade ao longo do caminho. As pessoas são substituídas por monstros e estão mais perto do que pensamos. 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.