Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Medo de mudanças

No outro dia dei por falta do Salvador e fui à procura dele porque o mais certo era estar a fazer asneiras. Ao contrário do que pensava não o apanhei a fazer asneiras mas sim espremido entre os irmãos mais velhos. Não resisti a captar o momento destes mimos entre irmãos.

Imagem 001.jpg

Imagem 003.jpg

Imagem 002.jpg

 Resolvi deixa-los a brincar mas quando estava a sair do quarto ouvi o Leonardo perguntar:

- Guilherme gostas mais do mano do que de mim?

Resolvi esperar um pouco para ouvir a resposta.

- Ó Leonardo eu gosto muito de ti e dos manos. São todos meus irmãos.

Fiquei contente com a resposta do Guilherme mas não pude deixar de pensar que se calhar não foi de encontro ao que o irmão queria. O Guilherme sempre foi o ídolo do irmão, acho até que ele gosta mais do Guilherme do que de nós pais. Se pensarmos bem o Leonardo nunca conheceu a vida sem o irmão. Cresceram juntos, brincaram juntos, dormiram juntos, tomam banho juntos. Têm sido inseparáveis desde pequenos mas aos poucos as coisas começam a mudar.

Em parte porque agora também têm os irmãos e gostam de brincar com eles. Deixamos de ter brincadeiras a dois para passar a ter brincadeiras a quatro. No entanto as brincadeiras nem sempre podem ser como os mais velhos querem. Eu sei que para eles os irmãos sentavam-se a jogar monopólio ou outra coisa com eles o que ainda não é possível. O Guilherme como já têm mais maturidade é aceita e é capaz de desces ao nível dos irmãos para brincar com eles. Não se importa que as brincadeiras sejam infantis, adora andar de gatas pela casa com os irmãos a correr atrás dele. Já o Leonardo não percebe muito bem porque é que os irmão não fazem o que ele quer nas brincadeiras.

Outro problema que se põe é o facto do Guilherme estar a crescer e começar a demonstrar interesse por coisas mais adultas. Começa a querer ver filmes connosco mesmo não sendo de animação, o que para o Leonardo é uma seca. Então temos um menino grande a ver filmes connosco e um menino média a rondar a sala para saber quando o filme vai acabar e o irmão vai finalmente brincar com ele.

Tenho algum receio desta dependência que ele têm do irmão. Não é que ele não seja capaz de brincar sozinho porque é perfeitamente capaz de o fazer mas, brinca melhor sozinho se souber que o irmão está ao lado dele. O irmão pode estar a ver televisão ou a ler, isso não importa desde que esteja ao pé dele.

Não sei se as birras que, embora mais calmas, surgiram novamente não são derivadas a estas mudanças que estão a acontecer. Espero que ele encontre o seu lugar e se adapte às mudanças porque o tempo não para. A meu ver podem acontecer duas situações, ou o Leonardo aprende a não depender tanto do irmão, ou vai continuar a imitar tudo e crescer demasiado depressa. Nós pais não podemos fazer grande coisa a não ser esperar e estar disponível para o apoiar.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.