Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Internamento

Fui para o internamento mas fui informada que a qualquer momento poderia ser levada para o bloco de parto. Passou um dia, dois, três e estava tudo espantado por ainda nos estarmos aguentar.  Os médicos vinham fazer as rondas e explicavam a cada grávida que exames iam fazer e mais ou menos quando iam para casa, a mim só me diziam para ver se os gémeos aguentavam mais uns dias. Passou-se uma semana e continuava tudo na mesma. Passava os dias deitada na cama só me levantava para comer e ir à casa de banho. Pelo menos, tive a sorte de ir tendo umas boas companheiras de quarto o que ajudava a passar o tempo, mas já começava a ficar aborrecida. Fazia CTG uma vez por semana e todos os dias às enfermeiras vinham ouvir os bebés 3 vezes. Os meus meninos não tinham espaço para  se mexer pelo que nem tínhamos que procurar o coração para ouvir. Eu já indicava as enfermeiras onde colocar o aparelho. Finalmente o médico disse-me que se aguentasse as 34 semanas ia para casa estava a fazer as 32 pelo que estava quase. Os dias continuaram a passar e eu dizia a toda a gente que ia para casa as 34, já estava a fazer planos, uma enfermeira disse-me que agora até acreditava que eu ia aguentar. As 32 semanas e 3 dias fui fazer uma eco e os fluxos estavam todos alterados. Voltei para o internamento e disseram-me que iria repetir a eco nos dia seguinte. Repeti as injecções de maturação pulmunar pois as primeiras já tinham perdido o efeito. No dia seguinte por volta das duas da tarde fui repetir a eco. A médica que fez a eco disse que não via nada de mal com os bebés, e pediu-me para esperar fora da sala na cadeira de rodas pela auxiliar. Fora da sala ouvia ligar para o bloco de partos e para a neonatologia a avisar que afinal não iam fazer o meu parto. Fiquei um pouco pensativa afinal os fluxos deviam estar muito mal para já terem tudo preparado para o parto. Voltei para o internamento onde passei mais dois dias. Na sexta-feira disseram me que tinha que ir repetir a eco. Lá fui eu fazer um novo passeio de cadeira de rodas pelo hospital. O Dr. demorou imenso tempo a fazer a eco e quando terminou disse-me que os fluxos estavam muito mal e estava preocupado com os bebés . Fiquei à espera enquanto foi em busca do chefe da obstetrícia. Voltaram os dois para me perguntar se estava pronta para subir para o bloco de partos. Estava com 33 semanas e não estava de forma alguma pronta, afinal os bebês seriam prematuros mas se eles achavam que estavam em perigo quem era eu para duvidar. Desci ao internamento para arrumar as minhas coisas, liguei ao marido e a mais meia dúzia de pessoas a dizer que os meninos iam nascer e fui encaminhada para o bloco de partos.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Catarina 03.02.2017

    Obrigado Sandra. Já vi que estás a gostar do meu cantinho. Fui espreitar o teu.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.