Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Homens e o GPS

Dizem que as mulheres e o GPS não se relacionam muito bem mas a verdade é que os homens também não se dão muito bem com a engenhoca. Fomos visitar uns amigos e como estamos numa zona nova ficamos na duvida de qual o melhor caminho a seguir. Quando saímos de casa perguntei ao marido por onde iríamos e ele disse que ia ver o que o GPS lhe indicava. 

Começamos então a seguir as direcções que a máquina ditava. Meia hora mais tarde parecia que ainda tínhamos  dois terços da distância a percorrer e o marido começa:

- Mas quem é que me mandou a mim ligar esta coisa! Se tivéssemos ido pelo caminho que costumávamos fazer já tínhamos chegado.

Dois minutos depois:

- Mas ele está a mandar-me virar aqui? Mas assim estamos a andar para o sentido este e queremos é ir para este. Pode ser que haja um atalho vamos ver.

Um minuto depois:

- Eu não acredito na volta que esta maquina nos está a mandar dar. Se tivéssemos ido para o outro lado já lá estávamos. Porque é que eu me fio nestas coisas.

Um pouco depois:

- Não quero saber não vou mais para a frente. Vou virar já e ele que recalcule. Estou farto de andar de carro. Demoramos mais tempo a fazer setenta quilómetros que a chegar ao Algarve.

Chegamos a casa dos amigos cerca de hora e meia depois de termos saído de casa. Estava a contar à minha amiga a relação do meu marido com o GPS e ela explicou-me que o marido tinha a mesma relação com o deles. Fiquei a pensar que deve ser mal geral.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.