Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Hoje à grave dos professores e o que raio faço eu aos miúdos?

Não sou de forma alguma contra a greve nem sou contra quem se serve deste direito. Acho muito bem que as pessoas lutem pelos seus direitos porque se nós não lutarmos por nós ninguém o fará. Contudo acho toda esta política do secretismo da greve muito sem nexo. Se as pessoas têm direito à greve também deveriam ter direito a poder dizer a alto e bom som se vão ou não gozar desse direito antes do dia em questão. Eu cá e de certo muitos outros pais agradeceríamos esse facto que nos iria livrar de muitas dores de cabeça.

Contudo isso não acontece e ninguém diz abertamente se vão ou não fazer greve, se vão ou não ter aulas, se a escola vai sequer abrir. Assim aqui estou eu nesta manhã a pensar o que raio vou eu fazer aos miúdos? 

Posso escolher ter uma manhã igual às outras mas tenho que pensar onde pode haver falhas. Posso mandar o mais velho para o autocarro como de costume, mas não sei se vai passar afinal é um autocarro escolar pelo que os motoristas também podem ter aderido. Se o autocarro passar o rapaz pode chegar à escola e não ter aulas o que implica que eu o tenha que ir buscar. Se o autocarro não passar vou ter que o levar eu à escola e provavelmente vamos chegar atrasados caso tenha aulas, ou vamos dar com o nariz no portão caso não tenha. Dá-se ainda outro problema que é o facto de o Guilherme já ter vários professores o que significa que se existirem auxiliares suficiente terei que o deixar na escola porque um professor pode faltar mas outro não.

Depois temos o Leonardo que está num barco um pouco diferente mas igual ao mesmo tempo. Posso deixa-lo na escola antes das nove como é costume desde que estejam auxiliares mas nada me garante que a professora apareça pelo que vou ter que esperar para ver se vai ter ou não aulas. Se não tiver vou ter que o levar comigo para o trabalho o que só me vai dificultar o dia.

Existe ainda outra opção que é presumir que não vão existir aulas e deixar os mais velhos em casa. É a opção menos stressante mas se os professores não fizerem greve os rapazes perdem matéria.

Mais uma vez não sou contra a greve mas se nos informassem se vai ou não ser gozada facilitava-me muito a vida e evitava que eu estivesse agora aqui quase a arrancar cabelos a pensar o que raio faço eu aos miúdos?

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.