Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Eu atraio só pode

Na sexta-feira ia a contornar uma rotunda quando um individuo se resolve atravessar à minha frente. Ainda por cima com a rotunda estava com o trânsito lento o senhor atravessou-se e parou em frente à saída para a qual eu me dirigia. Tive que travar bruscamente e não lhe bati por um triz. 

Hoje de manhã tive que parar noutra rotunda porque um senhor numa carrinha resolveu entrar ignorando que eu lá estava a circular. Mais uma vez consegui para e lá evitei o acidente.

Uns quilómetros mais à frente, passo as portagens da A1 e escolho o sentido para onde vou. Ia um carro à minha frente e vi outro carro que vinha pela direita mas tinha uma cedência de passagem. Ora o carro que seguia à minha frente passou e a senhora que vinha pela direita resolve entrar a toda a velocidade. Eu buzinei e travei ao mesmo tempo mas já não consegui evitar o acidente. A senhora deu-se logo como culpada, pediu imensa desculpa e disse que não me viu. Realmente o meu monovolume de sete lugares é deficit de ver.

Preenchemos a declaração amigável e já enviei para o seguro. Liguei para o marido que me perguntou se eu estava a ver se destruía o carro.  Eu expliquei-lhe que não tive culpa e que ainda me devia agradecer. Espero que nos coloquem um para choques novo e assim já não se vêm os risco que lhe fiz nos últimos tempos.

Agora só tenho que arranjar quem me bata por trás para reparar uma pequena moça que lá está.

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.