Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Ele parte-me a cabeça

- Guilherme onde está a tua lancheira?

- Está na minha mochila. - responde ele

- Eu já procurei e não está.

Ele pega na mochila despeja tudo cá para fora e diz:

- Realmente não está. Ficou na escola.

 

- Guilherme porque é que tens tanta tralha dentro da mochila? Têm mais dois quilos de tralha.

- Está bem mãe, eu vou tirar.

Pega na mochila tira algumas folhas amachucadas que têm no fundo da mochila e já está.

- Então e a flauta? Só tens musica sexta-feira porque é que andas a carregar com a  flauta e com a pasta das pautas.

- É para ensaiar.

Para provar o que diz resolver ensaiar dentro do carro.

 

- Guilherme, ontem trazias trabalhos de inglês?

- Não.

- Então porque é que não deixas-te o livro na escola?

- Esqueci-me de te dizer que tenho teste amanhã, trouxe o livro para estudar.

- E estudas-te?

- ....

 

- Hoje tive teste de português. - diz o Gui 

- Como é que tiveste teste hoje se no caderno dizia que era dia oito? - pergunto eu

- Mas o teste foi hoje.

- Deve ter copiado mal a data do quadro. - afirma o pai

- Trocar um sete por um oito não me parece muito provável mas se calhar foi o que aconteceu. - digo eu

- Ah já sei! a professora trocou a data dos teste mas eu esqueci-me de vos dizer...

 

- Guilherme, esqueceste-te novamente da lancheira

- Ó mãe eu encontrei a lancheira do Guilherme e coloquei na minha mochila - diz o Leonardo.

 

- Guilherme o livro da biblioteca está cá em casa à três semanas. Quando é que o levar para entregar?

- Esqueci-me mas levo na sexta-feira.

 

Este meu filho é um doce de menino mas dá comigo em doida.

 

 

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Catarina 08.03.2016

    Obrigado Olívia por destruíres o resto de esperança que ainda tinha, no meu coração , sobre ele ganhar tino.
    Claro que estou a brincar fico feliz pela tua honestidade. Já percebi que devo deixar de esperar que ele acorde um rapaz atinado. Essa de deixar folhas coladas na porta é muito boa, às vezes é o que apetece fazer. Eu digo vai buscar a mochila, ele vai fazer o que lhe disse mas ouve um dos irmãos a rir e esquece-se logo do que ia fazer.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.