Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Discussões

Ontem à noite por voltas da 22:30H já tudo dormia lá em casa e eis que começo a ouvir gritos vindos da casa dos vizinhos. Primeiro pensei que se passava alguma coisa mas depressa me apercebi que estavam a discutir, por muito que uma pessoa não queira ouvir acaba sempre por o fazer. Ás tantas só se ouvia asneiras do tipo vai para aqui e para ali, tu és isto e aquilo. Eu dei por mim a pedir para que o filho deles, uma criança com cerca de três anos, não estivesse em casa ou que pelo menos tivesse ferrado a a dormir para não assistir. Sim porque eu sou assim estou sempre preocupada com as crianças mesmo as que não são minhas.

Toda as pessoas tem problemas, todos discutimos mas acho de muito mal tom as ofensas verbais, nem vou mencionar o que penso das corporais. Quando começamos a faltar ao respeito uns aos outros onde paramos? A meu ver é possível discutir sem chamar nomes nem ofender ninguém. O que acham?

Tão pouco concordo que se façam estas cenas à frente das crianças. Tenho quase a certeza que se forem perguntar aos meus filhos se eu e o pai nos zangamos, eles vão responder que não. Claro que nos zangamos, mas nunca discutimos à frente dos miúdos, aliás quando estamos danados optamos por nos ignorar um bocado, depois quando já estamos mais calmos e racionais conversamos sobre o assunto. Sempre fui da opinião que de cabeça quente não se resolve nada. Nós como adultos que somos temos que proteger as nossas crianças deste tipo de situações até porque mais tarde eles fazem o que viram fazer.  

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.