Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Diferenças entre ter um primeiro, um segundo e um terceiro filho.

Existem muitas diferenças entre ter um primeiro, um segundo e até um terceiro filho.

 

Num primeiro filho:

  • Temos todo o cuidado do mundo.
  • Lemos imensos livros para saber como fazer tudo.
  • Só lhe damos comida saudável. Primamos pelas coisas biológicas
  • Seguimos as instruções do pediatra à risca
  • Juramos que só vai comer doces aos 18 anos
  • Não deixamos o bebe olhar para a televisão até ter um ano de idade porque o pediatra diz que faz mal.
  • Não damos colo para não habituar mal
  • Não deixamos comer morangos, marisco e frutos secos antes dos dois anos por instruções médica
  • Compramos livros e brinquedos didácticos
  • Devoramos livros que falam sobre remédios milagrosos para o bebe dormir
  • Demoramos uma eternidade a fazer tarefas como mudar uma fralda ou vestir o bebe.
  • Morremos de medo de falhar
  • Juramos que nunca vai dormir na cama da mãe e do pai
  • Corremos para o médico ao mínimo sinal de doença

 

Num segundo filho:

 

  • Temos cuidado mas não tanto como do primeiro
  • Já não tanto ligamos ao que os livros  nos ensinam
  • Começamos a ser menos selectivos na comida, come o que houver
  • Passamos a introduzir as coisas mais cedo e quando damos conta aos oito meses já come morango
  • Ficamos mais permissivos com doces e bolachas, afinal o menino não pode ficar aguado a ver o irmão comer.
  • Já não nos importamos que olhe para os bonecos que o irmão está a ver na televisão mesmo que ainda não tenha um ano
  • Passamos a dar mais colo porque percebemos que eles crescem demasiado depressa
  • Deixamos de comprar brinquedos porque percebemos que não lhe ligam nenhuma. Brinca com os que herdou do irmão
  • Ignoramos os livros que falam sobre o sono dos bebes
  • Corremos com o pai da cama para conseguir dormir com os dois pequenos
  • Passamos a lavar e vestir os miúdos com uma perna às costas
  • Temos menos medo de falhar
  • Só vamos ao médico quando já não há volta a dar

 

Num terceiro filho:

   

  • Aceitamos que as crianças são muito mais rijas do que parecem e deixamos de andar com mil e um cuidados
  • Olhamos para os livros que compramos e pensamos se alguma das coisas que lemos corresponde à verdade.Já não queremos saber de comida biológica. O que interessa é ter algo prático e rápido para calar as crianças na hora da fome.
  • Deixamos de ligar ao plano alimentar, basicamente damos aos pequenos o que houver em casa. Qual é o mal de comer morangos aos quatro meses? Assim ficamos logo a saber se é alérgico ou não.
  • Quando damos conta um dos mais velhos já deu chocolate ao bebe que ainda não têm mais que quatro meses
  • Já aprendemos a colocar o bebe à frente da televisão para conseguirmos fazer alguma coisa. Nem nos interessa se é um canal de bebé ou não.
  • Vivemos com o bebe ao colo, deixamos que durmam longas sestas nos nossos braços. Não importa que fiquem mal habituados dentro de meses já só querem gatinhar e andar.
  • O terceiro filho brinca com os poucos brinquedos que sobreviveram dos irmãos
  • Aprendemos a vestir-nos com um ao colo, outro pendurado na  nossa perna e com o terceiro a chorar.
  • Tornamos-nos peritas em vestir e arranjar três mais depressa do que levávamos a tratar do primeiro.
  • Já aprendemos que vamos falhar em imensa coisa mas também sabemos que faremos bem muitas outras.
  • Só vamos ao médico em consultas de rotina ou situações de doença grave.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.