Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Dias na aldeia

Os dias na aldeia foram bons. O contacto com a natureza, a liberdade, a leveza do ar. Se nos primeiros dias tudo permanecia deserto nos dias seguintes notamos um aumento progressivo de população. Ainda assim nada preocupante. Em momento nenhum senti que estivéssemos em risco. Existem inúmeros locais onde tomar banho e como se não fossem suficientes as pessoas trataram de fazer pequenos diques improvisados aumentando assim a oferta. 

Os rapazes brincaram muito. Caíram, arranharam as pernas em degraus e nas silvas. Comeram amoras quentes directamente das silvas  Picaram as pernas nas urtigas. Encheram as meias de cardos e outras folhas secas que teimam em não sair. Colocaram os pés na levada e caminharam dentro dela, tal como eu fazia em miúda. Deram comer às cabras. Contaram as galinhas da prima. Tomaram banhos de rio, muitos banhos. Aprenderam a fazer saltar pedrinhas na água. Apanharam pinhas. Fizeram caminhadas. Comeram lanches improvisados onde calhava. Deram pão aos peixes de rio. Passaram horas a tentar apanhar alguns só com as mãos. Quando conseguiam tornavam a soltar o dito no rio. Adoraram ficar imóveis até sentir os pequenos peixes mordiscarem as peles mortas. Voltamos mas estamos a contar os dias para regressar. 

IMG_20200804_162532.jpg

IMG_20200804_170517.jpg

IMG_20200804_171201.jpg

IMG_20200805_132426.jpg

IMG_20200805_180126.jpg

IMG_20200805_180305.jpg

IMG_20200806_164609.jpg

IMG_20200810_163923.jpg

IMG_20200812_135459.jpg

IMG_20200812_162531.jpg

IMG_20200810_115154.jpg

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.