Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Dia do não filho único

O Leonardo fez anos ontem e tínhamos combinado passar o dia juntos. O plano era simples, eu e ele a fazer algo que ele quisesse. O Guilherme andou aborrecido, dias e dias, a dizer que no aniversário dele não saiu sozinho comigo embora eu suspeite que o problema dele era o faltar à escola. Eu insisti que ia só com o Leonardo e que ele iria à escola. No domingo o Guilherme resolveu amanhecer doente. Passou o dia a vomitar e ontem acabou por não ir à escola. Fiquei a pensar se o facto de querer tanto ir o fez ficar doente mas não era uma daquelas doenças fingidas.

Então o dia do filho único passou a ser o dia do não filho único e tivemos que levar o emplastro. Passeamos, compramos umas prendas de natal que faltavam, almoçamos e fomos para a zona de Belém. A ideia inicial foi sempre visitar um museu mas à segunda-feira está quase tudo fechado. O único que descobri aberto foi o MAAT e foi o que fomos visitar. Gostei do museu se bem que é um pouco complexo para os rapazes que só diziam que não percebiam nada. Na central visitamos o museu da electricidade é foi aí que nos divertimos mais. Gostamos de ver as caldeiras enormes, a forma como transportavam o carvão e as cinzas. Vimos vídeos didáctico e passamos uma eternidade na sala dos cientistas.

IMG_20181210_153554.jpg

IMG_20181210_161444.jpg

Os rapazes adoraram e não queriam vir embora nem por nada. Foi um dia muito bem passado. 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.