Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Desafio de escrita dos pássaros #14

Entrei no elevador com os meus gémeos e a minha tia de canadianas. O elevador estava relativamente cheio e ficamos logo à porta. Ao lado um par de jarras a impossibilitar o acesso aos botões. Pedi ao Santiago para pressionar o andar em que iriamos sair. O rapaz tentou mas como as duas senhoras nem se mexeram um centímetro não conseguiu. A minha tia que era a pessoa mais próxima tentou alcançar o botão. Com o movimento uma das canadiana fugiu-lhe das mãos. Aterrou bem perto do pé de uma das ditas senhoras que nos lançou um olhar bastante reprovador. Não fez qualquer movimento para ajudar a apanhar o objeto embora tivesse espaço de sobra para o fazer. O Santiago baixou-se e lá agarrou na parte metálica para a voltar a colocar de pé. Eu desejei que sem querer acertasse em cheio na senhora. Sinceramente desejei.

 

Sei que vão pensar que sou má mas a verdade é que fico possessa com esta sociedade em que vivemos atualmente. Parece que a humanidade está a desaparecer. Olho em volta e vejo pessoas que só pensam no próprio umbigo sem qualquer preocupação por terceiros. Não existe respeito por ninguém, pisam-se uns aos outros por um lugar melhor. Vendem a sua integridade por truta e meia. Insultam outros só porque sim.

 

São pessoas maravilhosas nas redes sociais com correntes de solidariedade para aqui e para ali mas na vida real viram a cara a quem realmente precisa.

 

Vejo tudo isto todos os dias. Pais que não aceitam que os filhos tenham um colega diferente. Outros que não aceitam que os filhos não são uns anjos. Colegas que sobem à custa de denegrir os outros.

 

Assisto a tudo isto a fervilhar por dentro. Sinceramente não nasci para isto.

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Catarina 17.12.2019

    Também gosto de ajudar. Ensino os meus filhos a respeitar os outros. A segurar uma porta. A ajudar um idoso. A saudar os outros.
    Tento incutir o bom senso neles mas é difícil quando assistem a tantas situações contraditórias
  • Imagem de perfil

    Sal & Pimenta 17.12.2019

    Pois deve ser, ainda há pouco estava a falar com um amigo e ele estava a desabafar sobre isso. Ensina a filha, mas depois a filha tem amigos que não são ensinados e educados e fica difícil.
  • Imagem de perfil

    Catarina 18.12.2019

    Principalmente na escola os exemplos são terríveis. Má educação, mau comportamento, ofensas, violência. Depois dizem que somos uma sociedade evoluida
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.