Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Corrente literária

Como nunca escondi de ninguém ler é uma coisa que adoro fazer. Nesta semana em casa tenho conseguido por a leitura em dia, claro que num ritmo muito mais lento, e o bichinho dentro de mim tem estado a crescer. Tomei a resolução que tenho que começar  a ler mais regularmente nem que isso signifique trocar uma hora de sono por uma de leitura.

No entanto deparei-me com outro problema, se calhar mais do que um. Primeiro não tenho muito tempo disponível para poder ir a uma livraria comprar livros. Tão pouco resulta a opção de ir à biblioteca porque para além de não existirem muitas os horários não costumam ser favoráveis. Outro problema que tenho é que quando chego a um local com livros demoro séculos a decidir qual adquirir ou levar, apetece-me traze-los todos. Por ultimo, fico com o problema do que fazer ao livro depois de o ler. Se for da biblioteca é só entregar mas se o adquiri o que faço com ele. Com tanta gente cá em casa não tenho espaço para criar uma biblioteca própria. Sei que os posso vender mas fico sempre com pena.

Ora lembrei-me de adaptar uma ideia que vi por ai, com livros de crianças, à geração mais adulta.

No fundo consiste em arranjar outros bloggers ou leitores que queiram fazer uma corrente literária. Cada um fornece um livro e vamos trocando esses livros entre nós num prazo que podemos acordar. Por exemplo: de duas em duas semanas enviamos o livro à pessoa seguinte. O sujeito A irá sempre enviar livros ao sujeito B, o B envia sempre o livro ao C até recebermos o nosso livro de volta. Quantos mais formos mais os livros demoraram a chegar de novo até nós.

Deixo aqui o desafio quem quiser participar é só acusar-se nos comentários. Tem que ter atenção que o encargo do envio dos livros fica a cargo de cada um, acho que o valor não deve ser nada de especial mas mesmo assim têm que estar cientes disso. Outra condição é comprometerem-se a tratar os livros que recebem com muito amor e carinho.

O que vos parece? Será que há interessados?

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Catarina 06.05.2016

    Sempre adorei ler! Também gosto de fazer alguns trabalhos manuais mas ao contrário de ti agora estão postos de parte. Apesar de ser difícil acaba por ser mais fácil pegar num livro do que fazer um trabalho. Depois do Leonardo ainda tentei mas era só pegar num pincel e lá estava ele a chamar-me demorava horas a fazer algo que costumava fazer em quinze minutos. Acho que ler é mais fácil para agora, quem sabe mais tarde recomece com o resto.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.