Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Como cuido de mim

Muitas são as pessoas que me perguntam como consigo ter tempo para mim. Como consigo andar arranjada mesmo com os quatro miúdos.  A tarefa é difícil mas não impossível, com esforço e boa vontade é possível. No fundo cada mãe têm que se ajustar à dinâmica familiar e procurar o seu espaço. Porque precisamos de espaço caso contrário sufocamos. Somos mães primeiro que tudo mas também somos mulheres e é importante não os esquecermos disso.

Para mim o mais importante depois de sermos mães é mantermos a nossa auto-estima. Bem sei que é difícil, o nosso corpo ficou diferente, o nosso cabelo cai a montes, temos olheiras que mais parecem crateras, mas no fundo continuamos a ser nós. Simplesmente estamos a atravessar por mais uma fase de mudanças tal como já passamos noutras alturas da nossa vida. Cada mulher têm que descobrir o que a ajuda a sentir-se bem consigo própria porque uma coisa vos garanto, uma mãe feliz e de bem consigo própria resulta numa mãe melhor para os seus filhos.

Eu também lutei pelo meu espaço principalmente depois dos gémeos. Duas crianças pequenas a comer de três em três horas, duas crianças crescidas a quererem atenção, o marido, a restante família e afinal onde ficava eu. Tive que me adaptar. Simplificar o que podia, porque simplicidade significa mesmos tempo gasto nessa tarefa. Uma das primeiras coisas que fiz foi fazer alisamento do cabelo. Tornou tudo mais simples, basta dar uma secagem enquanto penteio com os dedos e já está. Para além de ser fácil ainda me promove brincadeiras com os miúdos. Adoram vir meter-se comigo quando estou a secar o cabelo,eu, de vez em quando, viro o secador para eles e eles desatam a correr as gargalhadas assim que sentem o bafo quente.

Outra das coisas que tive que simplificar foi o banho. Só conseguia tomar banho quando o marido estava em casa porque alguém tinha que tomar conta dos pequenos. Primeiro comecei a leva-los na espreguiçadeira para  a casa de banho. Como o polibã é de vidro eles viam-me lá dentro e ficavam quietinhos  a ouvir e ver a água. Entretanto começaram a crescer e a sair das espreguiçadeiras pelo que comecei a mete-los no polibã comigo. Foi a forma que arranjei para tomar banho descansada. Eu posso estar ali o tempo que quiser e eles não se importam nada porque estão sentados a brincar com a água. O beneficio maior da situação é que nunca ganharam medo do chuveiro porque conhecem-no desde sempre. 

Outra dificuldade que me deparei, isto aliado também ao facto de ser um pouco relaxada neste assunto, foi ter tempo para colocar creme no corpo. Uma pessoa sai do banho acompanhadas pelos miúdos e quer é despachar-se a vesti-los a ele e a si também. Resolvi estão voltar a utilizar um produto que experimentei na gravidez e que gostei bastante. Estou a falar daqueles condicionadores da nívea que são para colocar no banho e passar por água. São práticos, rápidos, fáceis de usar e deixam a pele suave e hidratada. Eu sou fã e nunca falta cá em casa.

Falta-me falar sobre a depilação. Há anos que me rendi às maquinas. Primeiro porque não tenho paciência para ir a um salão fazer a coisa com cera. Segundo porque já fiz alergia a algumas ceras o que me deixa com o pé atrás. Terceiro gosto de ter sempre as pernas sem pelos e com a cera temos que os deixar crescer um pouco para conseguir arranca-los. Ora com a máquina não há nenhum destes problemas. A depilação pode ser feita em qualquer hora em qualquer lugar. Levei a minha comigo para o hospital e tive sempre as pernas arranjadas durante as três semanas de internamento. Aliás fiz a depilação na noite em que os meninos nasceram, como não podia estar ao pé deles e não conseguia dormir entretive-me tratar das pernas. Outra coisa que gosto na máquina é que apanha os pelos todos mesmo aqueles minúsculos que ainda mal estão de fora. Opto por todos os fins de semana passar a máquina, gasto cerca de 10/15 minutos e tenho sempre as pernas arranjadas. Sei que muita gente se queixa que as máquinas são dolorosas mas eu não acho, inclusive até depilo as axilas e tudo com ela.

Deixo uma foto da minha amiga.

Imagem.jpg

Espero que os meus truques ajudem. Existe mais alguma coisa que ficou por explicar?

Se tiverem truques próprios, por favor, partilhem.

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Catarina 17.05.2016

    Já me senti tentada a fazer mas fico com receio. A minha cunhada começou a fazer e desenvolveu alergia e ela nem têm grandes alergias. Eu que sou alérgica a tudo e a nada tenho receio. Para além disso tenho os pelos claros e fracos o que segundo ouvi dificulta resultados na depilação a lazer.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.