Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Bip, bip

No sábado cheguei a casa tarde. Os gémeos vinham a dormir no carro. Tivemos que os carregar para o andar de cima, despir, vestir. Tudo isto é eles nem abriram os olhos. Eu estava exausta depois de um dia inteiro de festas e mais festas. Arrumei o que podia e fui dormir. Dez, quinze minutos depois estava quase a entrar no sono quando ouvi um Bip.

Não identifiquei o som e pensei que teria sido impressão minha. Um pouco depois outro Bip. E outro um pouco depois.

- Mãe que barulho é este?

- Não faço ideia mas tenta dormir.

Fechei as portas dos quartos para reduzir o som e tentei dormir. Uma da manhã e ainda andava às voltas devido aquele Bip que se ouvia de poucos em poucos minutos. Vi as duas da manhã chegarem e enterrei a cabeça debaixo dos lençóis e cobertore. Acabei por adormecer mas aquele som entra a na minha cabeça e penetrava nos meus sonhos. Às cinco da manhã saí da cama a maldizer o alarme que para mim era o responsável. Tratei de o desligar e o Bip continuava.

- O que andas a fazer? - perguntou o marido

- Desliguei o alarme mas este som não pára.

- Não é o alarme mas sim o detector de incêndios. Deve precisar de pilha.

Nunca tinha percebido que tínhamos tal coisa em casa mas na verdade lá estava o dito aparelho no tecto de casa. 

Só de manhã é que o marido subiu ao escadote e calou o dito. Escusado será dizer que não dormi quase nada. 

Queixem-se lá, agora, que as crianças acordaram à hora do costume e não vos deixaram dormir mais uma hora? 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.