Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Agora tenho medo de ir ao quintal à noite

Tudo começou um dia destes quando nos tocaram à campainha perto de meia noite. Acendemos as luzes de fora da casa e fomos à porta. Não vimos ninguém à frente pelo que resolvemos espreitar no quintal. Olhamos para fora e nada. Percebemos que foi uma brincadeira e preparamos-nos para voltar para a cama. Eu reparei numa coisa escura que estava no mosaico do quintal.

- Aquilo é um sapo?- questionei

- Não sei.

O marido saiu, aproximou-se e o animal não se mexeu. O marido deu-lhe um encosto com o pé e ele lá deu um pequeno salto. Lembrei-me logo que, nos primeiros dias quando estávamos a mexer na terra debaixo das árvores, o marido tinha dito que tinha visto um sapo a saltar. Na altura olhamos e não vimos nada pelo que acabamos por presumir que tinha sido uma ilusão. Percebemos nessa altura que afinal tínhamos um sapo no quintal e que não deve conseguir sair devido ao tamanho dos muros. Decidimos logo que seria mais um inquilino afinal estamos numa zona em que existem todos os tipos de animais.

A questão é que agora tenho medo de ir ao quintal depois de escurecer. Não, não tenho medo de sapos mas tenho medo de não o ver e o esborrachar.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.