Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

A minha experiência com a medicina alternativa

Depois da queda fui ao hospital. Vim de lá com uma forte medicação para as dores e com indicação de repouso para recuperar. Fui ao posto médico onde me foi dada baixa e mais medicação para as dores e para o estômago. Passaram quinze dias e eu estava igual ou pior, voltei à medica e recebi mais baixa.

O tempo foi passando e eu via melhoras numas coisas mas pioras noutras. As dores diminuíram e comecei a conseguir aguentar estar sentada durante algumas horas. Contudo a dormência que se iniciou dias após a queda foi ficando pior. Certos dias só sentia os pés gelados e um formigueiro nas pernas. Notei que esta dormência piorava quando estava sentada. Se tentava conduzir ao fim de dez minutos já não sentia o pé esquerdo. Queixei-me à medica que estava a substituir a minha médica de família mas a doutora desvalorizou. Disse-me que deveria ser um problema causado pela minha má postura, para evitar a dor não me sentava correctamente e isso causava a dormência. Os dias em casa foram passando e a dormência foi aumentando. Voltei ao posto médico e fui atendida pela minha médica que me encaminhou para fazer um TAC à coluna de forma a perceber se tinha ficado com algum dano. Tive uma semana à espera que a credencial fosse aprovada, cinco dias à espera de vaga para fazer o exame e mais uma semana à espera do resultado. 

Enquanto isto a dormência aumentava, certos dias quase só conseguia arrastar a perna esquerda. Senti-me desanimada, muito desanimada. Na verdade quase desesperada. Uma colega mencionou-me um médico de medicina alternativa e eu pensei que não tinha nada a perder. Marquei uma consulta e fui.

O senhor disse-me que estava cheia de liquido do embate e que esse liquido estava a comprimir os nervos e a causar os sintomas que tinha. Fez-me um tratamento magnético, basicamente ligou-me a uma máquina que me fez uma espécie de massagem na área e eu notei logo melhoras. Saído do consultório como se me tivessem tirado uma pedra de cima. Afinal o que eu sentia tinha uma explicação e um tratamento.

Claro que o problema não ficou resolvido à primeira, o senhor explicou-me logo que seriam necessários dois ou três tratamentos para ficar tudo resolvido. Entretanto já fiz o segundo e sinto-me muito, mas muito melhor. 

O curioso disto tudo é que quando mencionei à medica o que tinha feito ela desvalorizou o assunto. Disse-me que se de facto tinha liquido deveria dar tempo ao corpo para o reabsorver. Pelos visto se tivesse um ano com dormência ficava à espera de melhorar. Não percebo bem porque a medicina descarta este tipo de alternativas quando a verdade é que ambas se podem complementar uma à outra. 

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Catarina 03.10.2018

    Também não gostei que tenha desvalorizado o que o senhor me disse porque apenas o tratamento dele me trouxe alívio. Sei que vou guardar o contacto porque não sei o que o futuro me reserva
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.