Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Vida no campo

A vida no campo nunca é monótona. Ontem abri uma janela de casa e deparei-me com umas coisas estranhas no caixilho.

IMG_20190709_162714.jpg

Passei o resto da tarde a tentar descobrir o que seria. Penso que são ninhos de vespa mas não tenho a certeza. Alguém confirma? 

Depois do cheiro terrível

Pouco depois de apanhar o Santiago a tentar colocar água no ouvido deparei-me com outra situação. Estava a sair da cozinha e vi o rapaz a colocar uma almofada grande e quadrada no cimo das escadas. Parei atenta para entender o plano dele. Com paciência ajeitou a almofada até ficar na posição que queria e preparou-se para se sentar em cima dela.

- Santiago! Não estás a pensar escorregar pelas escadas a baixo em cima da almofada? Pois não?

- Sim. É como se fosse um trenó. - afirmou de sorriso no rosto

- Nem penses que ainda te mágoas. Vai para cima. 

Lá foi ele triste a arrastar a almofada quase maior que ele. Mãe sofre!!! 

 

Um cheiro terrível

No fim de semana fiquei um pouco sozinho com os rapazes. Estava eu relaxada a ler quando ouvi o som de água a correr. Notei que o som nunca mais parava pelo que fui verificar o que se passava. Cheguei à casa de banho e encontro o Santiago debruçado numa posição esquisita sobre o bidé.

- Santiago o que estás a fazer?

Olhou para mim com a cara toda molhada. 

- Estou a tentar lavar o meu ouvido!

- Lavar o ouvido?

- Eu coloquei o dedo lá dentro e depois cheirei. Tem um cheiro terrível.- disse enquanto fazia a maior careta. 

As coisas que eles se lembram🤣

O que querem para o aniversário?

Falta uma semana para o aniversário dos gémeos. Hoje vou tentar tratar da prenda deles. Inicialmente tínhamos uma ideia do que lhes queríamos oferecer. Ficámos suspresos presos quando a semana passada nos disseram o seu desejo. Eu fiquei estupefacta, não só perante o pedido, como pelo facto de estarem tão organizados que pedem coisas complementares.

Os pedidos dos rapazes têm feito as delícias de toda a família. Ninguém consegue adivinhar o que pediram e adoram quando descobrem. 

Afinal o que escolheram os rapazes?

Aceitam-se palpites a resposta será dada amanhã 😘

Correu bem

Ontem chegaram felizes e cheios de histórias para contar. Falavam tão depressa e todos ao mesmo tempo. Foi difícil conseguir que se expressassem de forma perceptível e um de cada vez.

Todos gostaram e os mais velhos já fizeram amigos o que é óptimo já que não conheciam ninguém. Foram ao banho várias vezes. Os pequenos vinham felizes por saltar as ondas. Os mais velhos radiantes porque os deixam ir até às águas mais fundas. 

As mochilas e eles continham tanta areia que se multiplicar isto pelo número de crianças e os dez dias de praia receio que não deixem nenhuma para trás. 

A logística é cansativa. Roupa para lavar e secar. Banhos demorados para retirar areia e protetor solar. Quatro mochilas para preparar. Acordar de madrugada e despachar todos muito depressa.  Depois aguardar o regresso.

É desgastante mas insignificante quando comparado com os sorrisos deles. 

Ansiosa

É a palavra que melhor me descreve. Estou ansiosa e assim vou estar o resto do dia. Enviei os meus filhos para a praia. Sim, todos os meus filhos.

Estive lá quando entraram para o autocarro. Acenei freneticamente, com felicidade, à medida que se afastavam. Entretanto a alegria deu lugar a um anseio. Ficou um aperto no peito. Uma dúvida se a opção tomada tinha sido a certa.

Sei que é um autêntico disparate. Vão voltar cansados e felizes. Cheios de areia e com cheiro a sal e a sol.

Eu vou ficar radiante de os ver contentes e esquecer automaticamente os meus receios. Até lá conto as horas para os rever. O primeiro dia é sempre o pior. 

Ainda bem que vão para a praia

Isto de ter de entreter dois rapazes de férias não é fácil. Os dias de chuva não permitem grandes saídas e a minha saúde também não. Apesar disso recuso-me a deixar que os dois ganhem raízes à frente da televisão. Estipulei horas para brincar, ler e ver televisão. Até agora está a correr bem tirando a parte da leitura. Estamos no início do quinto dia de férias e o Leonardo acabou ontem o quarto livro.

IMG_20190628_075005.jpgNuma média de um livro por dia estou na iminência da banca rota. Na biblioteca municipal não encontramos nada novo. Ainda bem que nas próximas duas semanas vão para a praia.

Conseguimos!

Os últimos dias foram terríveis. Entre papéis de matrículas para preencher e documentos para reunir. Juntem a isso bolhas nos dedos de tanto apagar livros e várias idas à escola para entregar os manuais. Dias com meio dia de aulas por causa das provas de aferição. Festas de final de Ano.

O fim do ano escolar significa sempre um sprint final para chegar à meta mas conseguimos. Para o ano iniciamos uma nova etapa sem uma criança no ensino primário. Ainda não acredito que vamos ter um rapaz no sétimo e outro no quinto ano. Eles estão felizes por voltarem a estar na mesma escola. Eu estou contente mas continuo a pedir ao tempo para passar mais devagar.