Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

POWER QUIZ - Trocar a eficiência energética por miúdos

Quem nos segue sabe que somos extremamente preocupados com o meio ambiente. Cá em casa tomamos uma série de medidas para pouparmos água e electricidade. O porquê das medidas que utilizamos nem sempre é percebido pelos mais pequenos. Qual é o problema de ter uma luz ligada mesmo que ninguém esteja na divisão? Qual é o mal de ter um carregador ligado à tomada embora já não esteja a carregar o telemóvel?

Debatemos e explicamos muito cá em casa mas agora penso que descobri uma arma que nos pode ajudar. Foi-me apresentado o projecto POWER QUIZ que não é mais que um jogo em que as crianças que frequentem o 5º e o 12º ano são convidadas a responder a perguntas sobre eficiência energética. O jogo tem como objectivo ensinar enquanto tentam ganhar pontos. Mais tarde os melhores jogadores serão contemplados com prémios e as escolas com melhor classificação serão também premiadas.

Deixo a pagina oficial power quiz para que possam tirar as vossas próprias conclusões.

Este Leonardo...

Estava a fazer o jantar é o marido espreitava os trabalhos do Leonardo.

- Este está certo. Este também. Leonardo acho que este está mal.

- Não está nada. Tenho que colocar as frações por ordem crescente.

- Sim mas oito quintos é menor que nove quintos?

- Claro que sim.

- Tens razão tens. Está bem. O pai já não se estava a lembrar como era.

- Pai isso é porque tu és muito velho e andaste na escola à imensos anos atrás.

Eu não sabia se devia rir ou chorar. Pelos vistos com 37 anos já somos muito velhos. Estamos feitos:)

Ainda estou a tentar perceber se somos as pessoas mais sortudas ou mais azaradas do mundo

Vou contar o que nos aconteceu à uns tempos. A  casa para onde mudamos tem um painel solar que nos aquece a água pelo que a caldeira permanece quase sempre desligada. Desde que mudamos apenas a ligamos meia dúzia de vezes em dias de chuva em que o sol não dá cor de si. Mesmo neste dias a política é liga-la durante uma ou duas horas enquanto tomamos todos banho e depois é novamente desligada. Tudo funcionava bem até o dia em que fizemos algo diferente.

Num determinado fim de semana tivemos visitas que ficaram a pernoitar lá em casa. Como não sabíamos se iriam necessitar de água quente à noite deixamos a caldeira ligada depois de nos servirmos. O dia passou e nunca mais nos lembramos da mesma. Perto da meia noite fui ao frigorífico arrumar ou buscar algo, agora não me recordo, e senti um cheiro intenso a quente. Toquei na caldeira e esta estava a ferver. Chamei o marido porque só ouvia fervilhar lá dentro e achei aquilo muito estranho. Achamos por bem desligar a mesma mas o barulho continuou. Entretanto os rapazes queixaram-se que não tínhamos água. Corri a ver e a verdade é que água quente deixou de correr. Tentamos verificar porque motivo a água deixou de entrar na caldeira mas estava tudo ligado correctamente.

As visitas e os miúdos foram todos para a cama mas eu e o marido não. Ficamos no sofá atentos a tentar perceber se a caldeira começava a arrefecer. Mais tarde começamos a ouvir a água a entrar e só ai conseguimos dormir.

No dia seguinte ligamos tornamos a ligar a caldeira mas apenas por duas horas e não arriscamos mais. Na segunda feira ligamos para a assistência e o senhor veio no dia seguinte. Assim que o marido lhe descreveu a situação ele percebeu o problema. Verificou que o termostato que faz com que a água não aqueça mais do que o devido tinha avariado e por esse motivo a caldeira nunca parava de aquecer. Disse-nos que não sabia como é que a mesma não tinha rebentado, que já tinha visto isso acontecer em situações muito menos graves do que a nossa.

Colocou um termostato novo para garantir que a situação não se repetia e substitui uma das bombas que se avariou por estar a trabalhar a seco.

Nós poderíamos ficar a maldizer as centenas de euros que tivemos que gastar mas em vez disso optamos por agradecer pela situação ter acabado bem. Nem quero pensar no que poderia ter acontecido se a caldeira tivesse de facto rebentado.

 

Trovoada ao amanhecer

Hoje acordei com o som da chuva intensa e com os clarões dos relâmpagos a iluminar o amanhecer. Deixei-me estar no calor da cama. Nada como ouvir o ruído da chuva e dos trovões quando estamos protegidos é quentes. 

Fiquei a desfrutar um pouco à espera que tudo terminasse. Passaram cinco, dez, quinze minutos e nada. Deixei de adorar o momento. Passei a maldizer o tempo por me fazer sair com quatro crianças nestas condições climáticas. 

Tenho vontade de escrever mas não tenho vontade de escrever

É algo que me assiste nestes últimos dias. Tenho vontade de escrever e na minha cabeça tenho imensos textos sobre os mais variados temas. Textos e textos à espera de ganhar vida num papel ou ecrã. Acontece que quando abro o blog para escrever o meu cérebro resolve que não lhe apetece colaborar e os meus dedos tomam o partido dele. Não é falta de inspiração é simplesmente... Nem sei o que é. Alguém que me esclareça?

Será que já perceberam o que se passa nos CTT?

Os pequenos estão a aprender as profissões na creche e ontem tivemos uma conversa muito interessante.

- Mãe eu quero ser bombeiro!

- Ai sim?

- Mas não é mascarar de bombeiro. É mesmo bombeiro para apagar o fogo.

- Podes ser o que quiseres Salvador e tu Santiago o que queres ser.

- Doutor!

- Médico?

- Sim, doutor de animais.

- Queres ser veterinário?

- Sim.

- Mas tu tens medo de cães.

- Eu vou tratar girafas, elefantes e leões.

- Não Santiago tu vais ser carteiro.

- Eu quero ser doutor. Não quero ser carteiro. 

- Salvador o teu irmão pode ser o que quiser.

- Mas assim ninguém é carteiro.

- Pode ser que um dos outros meninos queira ser.

- Nenhum amigo da escola quer ser carteiro.

Eu fiquei a pensar que com o rumo dos CTT carteiro não é uma profissão muito apetecível neste momento. 

Pág. 3/3