Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

As nossas viagens

As nossas viagens de carro não podiam ser mais interessantes

- Mãe! - chama um dos gémeos

- Diz filho?

-....

Passados uns  minutos

- Pai.

- Sim.

-.....

Um pouco mais à frente

- Mãe.

- Sim filho.

- ....

De seguida

- Pai!

- Diz.

-....

 

Agora imaginem uma hora disto. Estão constantemente a chamar por nós e depois não dizem nada. Será que é só para confirmar se somos nós que vamos lá à frente?

Isto aliado aos mais velhos que perguntam de cinco em cinco minutos se ainda falta muito para chegar, faz com que o que mais no apeteça na vida seja andar de carro.

Fico doida

De manhã arranjei os gémeos. Troquei a fralda ao salvador e vesti-o. Depois fiz o mesmo ao Santiago. Terminada a tarefa arrumei as toalhinhas, peguei na roupa suja para colocar a lavar e preparei-me para apanhar as fraldas. Digo preparei-me porque estas não estavam no chão onde as tinha pousado. Perguntei aos mais velhos se as tinham visto, ou colocado no lixo, mas a resposta foi negativa. 

Comecei à procura das ditas ao mesmo tempo em que os nervos começavam a subir. Procurei por todo o lado e nada. Ao mesmo tempo via os minutos a passar e sabia que já estava a ficar atrasada. Procurei mais um pouco e desisti. Preparei-me para sair, mas quando estava a fechar a porta lembrei-me de ter ouvido o barulho de uma gaveta a fechar. 

2016-09-08 09.43.28.jpg

 Lá estavam elas na gaveta da papelada. Acho que, de tanto nos verem enfiar papeis para lá, ficaram a pensar que era um caixote de lixo.