Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Semana infernal

De certo já notaram que ando um pouco menos presente do que o habitual. O problema é que tenho tido uns dias absolutamente diabólicos. Começou tudo no sábado antes de voltar ao trabalho. O Leonardo ganhou febre alta e passou o dia todo de cama. No domingo foi a vez do Salvador sucumbir à virose e ficar com febres de quarenta graus. Para além disso o marido percebeu que tinha o pneu da mota furado.

Na segunda voltei ao trabalho preocupada com os dois rapazes que ainda estavam doentes. Para ajudar tinha o meu trabalho para por em ordem e um colega para substituir. Precisava de actualizar umas coisas em sistema mas não tinha localizações criadas. Tive que pedir que tratassem disso e não consegui fazer o trabalho. Na terça fui informada que o meu pedido estava  resolvido e tratei de começar a mexer no sistema. Instantes depois os computadores desligam-se ,isteriosamente e ninguém percebia o que se passava. Resolverem migrar os servidores o que fez com que a maior parte dos sistemas ficassem sem funcionar. Passamos o resto de terça e a quarta-feira toda a trabalhar para colocar as coisas a funcionarem.

Na quinta continuava com um dos programas em falta o que me provoca um transtorno enorme. Um trabalho de 5 minutos demora o dobro do tempo a concluir. Algure durante isto tudo tive que solicitar assistência por causa de uma praga de formigas. Na sexta andei à pressa porque tinha uma consulta à tarde. Sábado e domingo até correram mais ou menos. Segunda passei a manha a correr. Fui com o Leonardo ao oftalmologista e como não tinha onde deixar os outros acabei por levar a turma toda. Lá fui eu, parecendo uma mãe pata com os patinhos a trás dela. Corri de volta ao trabalho e percebi que o sistema ainda não estava a funcionar.

Terça feira sai de casa com o carro na reserva, deixei os pequenos e decidi só colocar gasóleo ao pé do trabalho. Apanhei um acidente na A1. Demorei mais meia hora que o habitual, enervei-me porque estava a ver que ia ficar sem gasóleo. Stressai-me porque cheguei atrasada ao trabalho e ainda por cima sem colocar combustível. Tive que sair à hora de almoço e rezar para o carro chegar as bombas.

Por favor, já chega de azar, agora preciso mesmo de algum descanso.

Leonardisses

No sábado fomos fazer uma pequena sessão fotográfica familiar. Vesti os pequenos com uma roupinha amorosa que comprei. Mandei os mais velhos vestirem-se e o Leonardo embirrou que não queria vestir a roupa que eu tinha escolhido. Ajudei-o a escolher outra roupa. Depois de vestido disse-me que também queria uma gravata como os irmãos. Sem gravata para o rapaz lembrei-me de reutilizar o laço do baptizado do Guilherme. 

- Estou tão fixe pareço mesmo um gorgomo.

- Um quê?- questionei eu

- Um gorgomo, não sabes o que é?

- Será que queres dizer um mordomo?

- Sim isso mesmo.

Portanto somos pobrezinhos mas temos um mordomo.

20160723_130725.jpg

20160723_130758.jpg