Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Precisamos de ajuda! Por favor opinem!

Alguns de vocês sabem, outro nem por isso, que eu lidei com uma doença na adolescência. Quis o destino que encontra-se aqui uma irmã de doença com quem me identifico muito. Falo claro da minha querida Vânia

Como sobreviventes a esta terrível doença sentimos-nos na obrigação de tentar ajudar outras pessoas que possam estar a passar pelo que passamos. Pensamos que podemos ajudar não só quem luta contra a doença como também amigos e familiares. Esperamos que as nossas vitórias sirvam para motivar os doentes e familiares. Afinal é preciso perceber que é possível ultrapassar a doença e ter uma vida normal.

Precisamos então da vossa ajuda porque não conseguimos decidir o nome. Após negociações ficamos reduzidas a :

 

  1. Anorexia já foste
  2. Duas bloggers, duas histórias, uma doença
  3. Duas histórias, duas vitórias sobre a anorexia

 

Agora toca a comentar qual o nome que acham melhor. Também podem opinar se acham ou não boa ideia o que pretendemos fazer e até podem deixar sugestões.

Agradeço já a ajuda de todos

 

Um grande complô

Uma pessoa vai à urgência com o rapaz. Terminada a consulta resolve ir em busca de uma máquina para pagar o parque. Procura um pouco e lá descobre duas. Insere o ticket e a máquina pede-lhe 0.75€. Abre o porta moedas e percebe que que apenas têm 0.70€. A máquina tem a opção de pagamento com multibanco desligada pelo que a única solução é ir em busca de uma caixa para levantar dinheiro. Avista logo uma a pouco distância, dirige-se a ela e percebe que não têm dinheiro. Olha em redor à procura de outra sem sucesso. Resolve abrodar o segurança para saber onde existe outro multibanco. O segurança informa-a que existe outra caixa nas urgências. Volta novamente à urgência à procura da máquina. Encontra-a e trata de tentar levantar dinheiro. Indica que pretende levantar 10€ mas a máquina só têm notas de 20€. Acaba por levantar 20€ e faz todo o percurso de volta até à máquina de pagamento. Já ao pé da máquina percebe que esta só aceita notas de 20€ para pagamentos superiores a 10€ o que significa que têm que procurar um sitio para trocar o dinheiro. Vai novamente em busca de um café, descobre um onde compra uma bola de Berlim para o rapaz por 1,20€, uma autentica roubalheira. Finalmente volta à maquina e consegue fazer o pagamento que entretanto já passou para 1€.

 

Chego à conclusão que isto tudo é um grande complô só para nos fazerem gastar mais dinheiro.

Leonardo e a sua preocupação acerca do desperdício de água

Não sei bem quem o alertou sobre o problema da falta de água potável no mundo. Talvez tenha sido na escola ou nalguns desenhos animados, talvez tenha ouvido uma conversa ou um daqueles vídeos de sensibilização. A única coisa que eu sei é que o garoto está extremamente preocupado com o facto de a água poder vir a acabar. Não fala noutra coisa e já estamos um pouco fartos que nos esteja sempre a acusar de desperdiçar água.

Somos totalmente a favor de poupar água e há anos que tomamos medidas para evitar o seu desperdício. Afinamos os autoclismos de forma a utilizarem menos água, compramos electrodomésticos que privilegiassem a sua poupança. Quando vamos tomar banho colocamos a água a correr para um balde até aquecer e mais tarde utilizamos esse balde para lavar o chão. Não deixamos torneiras a correr e não temos nenhuma a pingar.

Já temos um espírito ambientalista bastante entranhado em nós mas o nosso filho está a levar a coisa a outro extremo. Assim que ouve uma torneira a correr vem logo perguntar porque estamos a desperdiçar água. Imaginem estar a lavar loiça e ter o rapaz constantemente a perguntar quando vamos fechar a torneira. Se vamos a algum lado e vê uma torneira mal fechada trata logo de a ir fechar.

Tenho aqui um ambientalista