Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Nem no primeiro dia a coisa escapa

Ontem foi o primeiro dia da colónia de férias dos mais velhos e não começou muito bem. Primeiro tive que lidar com amuos dos dois porque tinham sono e queriam dormir mais. Quando é para ficar em casa levantam-se com as galinhas mas quando temos algo para fazer têm sempre sono. Lá consegui que se vestissem e saímos de casa ainda com eles sonolentos. Fizemos a viagem de carro quase em silêncio até ao local. Quando entramos nas instalações os pequenos animaram-se um pouco ao ver tanta criança. Deixei-os com os monitores na sala correspondente e fui para o exterior para ver os autocarros partirem. Como era cedo pude dar-me a esse luxo e mesmo assim cheguei meia hora adiantada ao trabalho. Vi-os entrar no autocarro de mão dada um ao outro. Sentaram-se os dois um ao lado do outro e vi os seus olhos correrem a multidão à minha procura. Por fim lá me avistaram e ficaram logo todos contentes, fartaram-se de me acenar e mandar beijinhos.

Corri para o trabalho a pensar que ia aproveitar o tempo extra para adiantar as coisas. Cheguei ao trabalho e quando me dirijo ao ultimo local onde vi a minha secretária deparo-me com um espaço vazio. As instalações estão em obras pelo que temos que andar sempre com a casa às costas. Corri tudo e não descobri o meu posto de trabalho. Acabei por ligar a uma colega que me informou que estava tudo desmontado. Tentei trabalhar num computador duma colega mas não tinha acesso a metade das coisas. Optei por ir em busca de uma secretária e montei o meu computador. Com esta história toda só comecei a trabalhar já passava das 10:30H. Passei o resto do horário sentada a actualizar ficheiros.

Sai pontualmente às 18H e corri a buscar os mais velhos. Estava contente afinal apesar de todas as contrariedades tinha colocado imenso trabalho em dia. Disse bem, estava contente até chegar à sala para recolher os miúdos e ouvir mil e uma queixas do Leonardo. Amuou por tudo e por nada,não respeitou as regras dentro de água, chorou e recusou-se a comer a sopa. A monitora só me dizia que o Guilherme se tinha portado lindamente mas que o Leonardo lhe tinha posto os cabelos em pé. Ele até vinha bem disposto, disse que a praia tinha sido divertida mas o resto do dia foi uma seca.

 

Sinceramente já não sei o que fazer a este rapaz. Está sempre insatisfeito com tudo. Andamos nós a fazer sacrifico de pagar a colónia, levantarmos-nos todos de madrugada, deixar os pequenos muito cedo em casa da avó e chegar mais tarde à tarde a casa .Tudo isto e ele simplesmente não desfruta de nada, fica tão preso nos amuos e no facto e as coisas não correrem à sua maneira que já nem se diverte.