Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Todos devemos ajudar

No feriado quando fui dar jantar aos gémeos liguei a televisão da cozinha. Por norma costuma estar a dar o preço certo e os gémeos gostam muito de ver. O Leonardo e o Guilherme vieram reclamar que, para variar, estavam cheios de fome e deixaram-se ficar ao pé de nós.

Entretanto o programa chegou à parte da montra final e todos os meus filhos adoram ver aquele desfilar de coisas que o concorrente pode ganhar. Ficam fascinados com os carros, motas, móveis e principalmente com as viagens. Já não é a primeira vez que o Guilherme me diz que gostava de ir para este ou aquele hotel, um porque têm massagens, outro porque têm uma grande piscina, etc.

Acontece que no feriado estava a dar uma emissão especial para apoiar uma associação. Abrem a primeira porta da montra e as ofertas eram: latas de salsichas, arroz, massa, azeite, enlatados. O Leonardo ficou muito confuso. Olhava para o ecrã incrédulo até que perguntou porque é que estavam a dar comer. Eu expliquei-lhe que os concorrentes eram pessoas, com um coração muito grande, que ajudavam pessoas que não tinham o que comer. Contei-lhe que existe pessoas que não têm casa e, por isso, vivem na rua. Fiz-lhe ver que essa pessoas não têm dinheiro para comer e por isso existem sítios que fazem comer onde essas pessoas comem sem pagar nada.

O Guilherme disse-me:

- É parecido com os senhores que têm a loja de animais. A professora explicou que eles não gostam de ver cães e gatos na rua e por isso ficam com todos. Mas depois deixaram de ter dinheiro para dar de comer a todos. Foi por isso que a escola nos pediu para dar comer para os animais.

Depois desta conversa fiquei a pensar na sorte que temos por ter comer na mesa e em como quero que os meus filhos percebam isso. Depois lembrei-me que este fim-de-semana há recolha do banco alimentar pelo que acho que os vou levar comigo para perceberem que todos devemos ajudar.

Onde está o Santiago?

O Santiago adora esconder-se em todo o lado. Agora aprendeu que se pode esconder debaixo de panos e tem sido um fartote. Quando estamos a fazer a cama adora vir enfiar-se lá dentro, eu continuo a puxar a roupa e ele fica quietinho lá debaixo como se fosse invisível. Depois salta cá para fora todo contente por pensar que nos enganou. Claro que fazer a cama passou a demorar muito mais mas vale a pena. Ontem foi a vez do sofá. Estava eu a estender as mantas lavadas no sofá e ele aproveitou para se esconder do irmão. Eu diverti-me a tirar fotos da brincadeira dos dois.

2016-05-27 12.17.20.jpg

2016-05-27 12.17.39.jpg

2016-05-27 12.17.02.jpg

2016-05-27 12.17.57.jpg

2016-05-27 12.18.15.jpg