Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Até tenho vergonha

Ontem pela quarta vez sentei-me no sofá a ver um episódio de uma série e pela quarta vez consecutiva adormeci a ver o mesmo episódio. No primeiro dia vi cerca de 10 minutos antes de passar pelas brasas. No segundo dia tive que rever os últimos 2 ou 3 minutos porque no dia anterior já estava naquele estado de luta contra o sono e afinal não vi a coisa em condições. Depois de rever um pouco do que já tinha visto consegui avançar mais uns minutos na série antes de adormecer novamente.

No terceiro dia tive que procurar o local até onde tinha visto e refastelei-me para ver o fim da coisa. Ora acontece que também não durei muito tempo ao todo devo ter visto mas meia dúzia de minutos. Ontem ralhei comigo mesma e disse que era desta que ia acabar o episódio. Sentei-me a procurar o local até ao qual me recordava e não me lembro de mais nada. Acho que adormeci com o dedo no botão de avanço rápido.

Ao todo em quatro dias devo ter visto metade do episódio só espero não levar mais quatro para chegar ao fim. 

Peregrinos e a estrada

Está aberta a época da peregrinação. No últimos dias tenho-me cruzado com um numero crescente de pessoas que rumam até Fátima. Não me sinto incomodada com os novos utilizadores das vias mas não deixo de redobrar a atenção com que circulo. Infelizmente todos os anos estas peregrinações ficam manchadas com acidentes de viação.

Todo nós que conduzimos devemos ter particular atenção nesta altura do ano, reduzir a velocidade, antecipar um possível problema. Estas medidas ajudam a salvar vidas.

Quem não anda por ai a conduzir pode também pensar em formas de ser solidário para com estes peregrinos que caminhão imenso debaixo de sol ou chuva. No local onde trabalho temos por hábito colocar uma máquina de água na rua. Possibilitamos assim as pessoas um sitio para pararem um pouco e refrescarem-se. No fundo é uma coisa muito simples mas que os peregrinos nos agradecem imenso. Gostava de ver mais iniciativas do género de forma a prestarmos apoio a estas pessoas.

Massagem com pedras quentes

Como já mencionei no sábado tiramos um bocadinho de tempo para os dois. Deixamos os pequenos com uns familiares e fomos para Lisboa.  

Será melhor começar pelo início. No baptizado dos meninos tive uma prima, linda e maravilhosa que resolveu oferecer uma prenda aos pais em vez de aos meninos. Recebemos então um pacote do Odisseias para uma massagem a dois. O pacote andou lá por casa à espera que tivéssemos disponibilidade para ir à mesma. Finalmente em Fevereiro liguei a marcar e só arranjei vaga para este fim de semana. Possivelmente existiriam vagas mais cedo noutros centro e para outro tipo de massagens mas eu meti na cabeça que tinha que ser uma destas. 

Ainda estivemos vai que não vai, porque o marido tinha jogo da bola mas como a validade do voucher estava a acabar lá acabamos por ir. O marido resignou-se a chegar um pouco atrasado ao jogo e até foi bastante satisfeito. Deixamos os miúdos, ele convenceu-me a seguir de mota com ele porque seria mais fácil de estacionar e chegaríamos mais depressa. Chegamos à Stetic4u e fomos muito bem recebidos. Pediram-nos que aguardássemos um pouco uma vez que tínhamos chegado antes da hora. 

Há hora marcada fomos conduzidos à sala, pediram-nos que nos despíssemos e nos deitássemos nas mesas das massagens. As massagistas voltaram pouco tempo depois, cobriram-nos com toalhas e começaram a colocar as pedras quentes sobre as toalhas. Sentimos o calor logo de imediato, enquanto isso elas começam a massajar uma perna, de cada vez, com um óleo muito fragrante e sempre com a ajuda das pedras. De seguida massajam  as nossas costas e a zona do pescoço. Depois foi tempo de nos virar-mos de barriga para cima e de nos colocarem novamente pedras sobre o troco. Recebemos nova massagem às pernas, desta vez na parte da frente. A massagem subiu para a zona dos ombros, cara e cabeça. Isto tudo enquanto desfrutávamos de uma musica calma e relaxante.

Saímos da sala, cerca de uma hora depois, muito mais leves. Nunca pensei que uma simples massagem pudesse mexer tanto com o nosso estado de espírito. O marido gostou muito, saiu tão zen que nem se importou de ter perdido a primeira parte do jogo. Saiu tão zen que na parte do jogo que jogou não gritou com ninguém. Acho que os colegas lhe vão começar a pagar massagens só para não o ouvir gritar. Gostou tanto que me disse para saber preços porque podíamos tentar fazer uma todos os meses.

Eu também gostei muito. Tive algum receio por ser um voucher. Muitas são as pessoas que se queixam que o atendimento não é igual mas no nosso caso não tenho nada a apontar. O pessoal foi extremamente simpático e eficiente. O único senão que tenho a apontar é o facto de sairmos todos gordurosos por causa do óleo. Sai de lá com o cabelo todo lambuzado e mesmo depois de um bom banho parecia que ainda sentia o óleo em tudo.

Agora estive a ver as opções e já vi que têm uma opção de banho com toalhas que até não é muito caro e pode ajudar a sairmos um pouco mais apresentáveis.