Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Finalmente dormi com o mano.

Este fim de semana foi a loucura cá em casa. Num acto de loucura resolvemos finalmente ir comprar a mobília para o quarto dos meninos. Na sexta depois do trabalho fomos às compras. Saímos do Ikea carregados de caixas, tantas que o Guilherme me perguntou se íamos mudar os móveis todos de casa. Claro que ele não sabe que um simples móvel vem acondicionado em três ou quatro caixas diferentes.

Chegamos a casa e o marido quis começar logo a desmanchar a mobília que tínhamos. Resolvemos meter os meninos todos a dormir em colchões no chão. Assim que colocámos os colchões no chão instalou-se a loucura, gargalhadas estéticas, pulos, cambalhotas, quedas. Tive que os mandar os mais velhos dormir e levar os gémeos do quarto porque eles não demonstravam nenhuma vontade de dormir apesar de já serem vinte e três horas. Depois de estarem todos a dormir fui colocar os gémeos junto dos irmãos e lá dormiram a noite. De manhã o Leonardo acordou ao lado do Salvador começou logo a conversar:

- Olá mano dormiste bem? Eu gostei muito de dormir contigo e tu gostaste de dormir comigo?

- Mãe eu nem acredito que finalmente dormi com o mano. Posso dormir com ele todas as noites?

2016-04-18 17.33.03.jpg

2016-04-18 17.32.46.jpg

 Os colchões passaram o sábado todo no chão enquanto tentávamos montar os móveis. A galhofa continuou durante o dia todo e chegou a um ponto que até a roupa de cama já tinham arrancado dos colchões. Ainda dormiram de sábado para domingo no chão porque não conseguimos montar tudo e por eles teriam dormido assim muito mais vezes. Ainda pensei que uma colega minha é que tinha razão quando me disse que nem valia apena gastar dinheiro em móveis, mas depois percebi que ao sim de uma semana os colchões estariam prontos para o lixo.

Finalmente no domingo conseguimos acabar de montar e arrumar a casa que mais parecia uma pocilga. Depois mostro-vos o que fizemos.

É melhor esconder a chave

É certo que nunca conheci nenhuma criança que não adorasse sentar-se no lugar do condutor e fingir que está a conduzir. Claro que os gémeos não são excepção.

2016-04-18 17.34.34.jpg 

2016-04-18 17.35.00.jpg

 O que me preocupou foi a parceria que eles criaram.

2016-04-18 17.35.24.jpg

 Um conduz e o outro põe as mudanças. Ainda bem que não chegam aos pedais caso contrário ainda saiam para passear. Pelo sim e pelo não é melhor não deixar a chave à vista.