Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Exposições e mais exposições

Hoje em dia existem exposições de tudo e de alguma coisa. Temos a expo noivos, a expo casa, expo de viagens, de carros e de barcos. Temos exposições de chocolates, de queijo, de vinhos. Existem exposições de artesanato, de produtos gourmet e de mil e uma outra coisas mais.

Contudo hoje uma  colega chamou-me a atenção para uma das publicidades que se encontra na A1 e posso dizer que esta nunca tinha visto.

2016-03-09 16.57.27.jpg

 Se precisarem ou se quiserem fazer já planos não percam na Batalha.

P.S: Peço desculpa pelo conteúdo um pouco mórbido

Foi graças ao gémeos

Há alguns anos atrás o marido ofereceu-me um planta que adorei. Ao fim de uns tempos acabou por perder as flores que trazia e nunca mais deu flores. Estava mesmo ao pé da janela da cozinha que está quase sempre aberta, recebia luz directa.  Eu tinha cuidado com água, em mudar-lhe a terra, em tirar-lhe as folhas velhas. Ela ia crescendo mas sempre sem flores.

Entretanto os gémeos entraram na fase de escavar e comer terra e eu resolvi reencaminhar as duas planta para a varanda.  Uma não se deu nada bem e tive que a colher de volta em casa. Optei por dividi-la em dois vasos mais pequenos e assim posso tê-las longe da garras dos pestinhas. Contudo a planta a que me referia não se deu mal na varanda e eu quase que me esqueci lá dela. Passou lá os últimos meses ao frio, dormiu ao relento e foi regada pela água da chuva. Um dia destes abri ao abrir os estores do quanto reparei numa coisa vermelha. Afastei o cortinado e deparei-me com ela assim.

2016-03-09 15.54.23.jpg

2016-03-09 15.54.58.jpg

Costumam dizer que as plantas gostam de amor mas esta é daquelas independentes. Agora todos os dia vou espreita-la, adoro vê-la tão florida. Agora só tenho que ter cuidado quando vier o calor para ver como é que ela se vai safar.

2 meses de Singulair.

Muitos de vocês já se devem ter questionado sobre como anda a saúde dos gémeos. É compreensível visto que deixaram de ler post a lamentar-me sobre as idas às urgências e as pilhas de medicação com que de lá saiam. A verdade é que tenho adiado falar sobre este tema porque por norma quando gabamos a ausência de doenças ela aparecem no dia seguinte.

Quem nos acompanha sabe que em Janeiro quando fomos ao alergoligista iniciamos um tratamento com Singulair. Já se passaram dois meses de tratamento, dois meses com zero bronquiolites. As diferenças têm sido imensas na saúde dos pequenos. Já tiveram constipados várias vezes durante estes dois meses mas conseguiram sempre recuperar. Têm andado ranhosos, coisa que nunca estavam. Eu dizia muitas vexes à médica que o problema era ele não descarregarem e agora fazem-no. Têm tido tosse mas daquela qe quando tossimos soltamos a expectoração.

Atrevo-me a dizer que começar com o Singulair foi a melhor coisa que nos aconteceu. Sim, sei que trás muitos efeitos secundários. É só ler a bula do INFARMED que até ficamos assustados mas temos que pesar os prós e os contras. Este têm muitos efeitos adversos mas os outros medicamentos não são melhores. Os gémeos passaram meses seguidos a fazer ventilan que todos sabemos provoca taquicardia. Se ao ventilan juntarmos o atroven, o celestone ou rosilan e o flixotide, tudo medicamentos que tomaram em conjunto em determinadas alturas, tenho a certeza que as contra indicações devem ser milhares.

Por aqui o Singulair foi uma excelente opção. Vamos fazer mais um mês de tratamento e depois vamos parar até porque o tempo vai melhorar. Depois para o próximo inverno logo veremos se já se conseguem defender sozinhos ou se temos que voltar a tomar. Tenho esperanças que tudo corra como o Leonardo que fez tratamento com um ano e nunca mais precisou.

Boy bands

Os pequenos aqui em casa estão numa de música. 

O Guilherme não larga a flauta. Já referi que agora até deu em ensaiar no carro. Sabem o que é ouvir o apito de uma flauta dentro de uma carro? O que vale é que o carro até é grandinho e o som espalha-se. Se fosse um smart a flauta já tinha voado pela janela.

O Leonardo passa a vida a cantar. Acorda a cantar, adormece a cantar. Desde pequeno nunca demonstrou grande interesse em instrumentos o que lhe interessa é cantarolar.

Os gémeos começam a mostrar os seus dotes artísticos.

2016-03-07 10.03.47.jpg

2016-03-07 10.03.59.jpg

2016-03-07 10.04.25.jpg

2016-03-07 10.04.57.jpg

Resumindo temos um cantor, um baterista, um guitarrista e um flautista. Podemos sempre formar uma boy bands. O que acham?