Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Reciclar e reutilizar

Já não é a primeira vez que vos digo que gostamos muito de reciclar e reutilizar cá em casa. Na verdade o nosso preferido é o reutilizar. Adoro ir buscar roupa, brinquedos, puzzles que guardei dos mais velhos e utilizá-los nos mais novos.

Ora acontece que o Guilherme têm andado a devorar livros e já leu tudo o que lhe comprei nos últimos tempos. Ontem chegou a casa e disse-me que já tinha acabado de ler um livro que lhe ofereceram no Natal, que era muito interessante. Foi a minha tia que lhe ofereceu, o livro tem uma história na qual temos que resolver problemas matemáticos, depois avançamos consoante o resultado que escolhemos. Se escolhermos o resultado certo corre tudo bem, se errarmos acabamos por ter que voltar atrás e resolver o problema novamente.

2015-12-29 11.51.24.jpg

O Guilherme adorou-o e já me pediu para comprar mais livros da colecção juntamente com mais do Diário de um banana. Eu que ando sem tempo para nada, quanto mais andar à procura de livros para comprar resolvi resolver o assunto de outra maneira. Liguei à minha mãe a pedir para colocar à mão alguns dos meus livros de criança e hoje de manhã presenteei o meu filho com um saco de livros.

Ele adorou todos e levou logo um dos Sete para ler na escola. Quem também gostou dos livros foi o Leonardo que me pediu para lhe ensinar as letras que ainda sabe no fim-de-semana. Diz que quer aprender a ler tudo para ler aqueles livros tão giros.

Quem diria que livros com quase vinte anos iriam causar tanta alegria.

2016-01-15 11.26.03.jpg

 

 

Como vai a escola?

Certamente muitos de vocês já se questionaram como é que correu o primeiro período do ano lectivo. Especialmente depois de eu me ter chorado sobre o aproveitamento do Guilherme aqui.

Nas férias passamos pela escola para espreitar a pauta. Já estava de noite e eu fui munida do telemóvel para tentar ler aquelas letras minúsculas. Resultado vi tudo ao contrário. Pensei que tinha tido negativa a Inglês e satisfaz a tudo o resto, ainda por cima disse ao menino que tinha tido estas notas. Foi o marido que verificou que afinal até tinha uns bons na pauta e nenhuma negativa quando lá passou uns dias mais tarde, durante o dia.

Esta semana fui falar com as professoras. A do Leonardo só tinha coisas boas a dizer dele. Teve muito bom a tudo, tem uma letra muito bonita e porta-se lindamente (estamos a falar do meu filho? Porta-se lindamente?). Claro que o meu coração de mãe ficou inchado de orgulho. De seguida fui falar com a professora do Guilherme. A professora queixou-se da letra pavorosa com que escreve, diz que muitas vezes não percebe o que escreve e tem que colocar errado. Entretanto fui espreitado os testes. Os primeiros  tinham todos uma classificação de satisfaz como eu já sabia. A professora referiu que foi o aproveitamento de toda a turma e desculpou-os dizendo que ainda não tinham entrado no ritmo depois das férias. Enquanto conversávamos peguei nos últimos testes, aqueles que foram feitos na última semana de aulas e que o Guilherme nunca soube o resultado. Para meu espanto teve bom grande a tudo, até a português. Eu fiquei felicíssima, afinal o raspanete que levou teve efeito.

Vim da escola muito aliviada. Assim que cheguei a casa o Guilherme perguntou-me, too feliz, se tinha visto que ele tinha tido bons nos últimos testes e eu dei-lhe os parabéns. Disse que estava muito contente mas expliquei-lhe que tinha que continuar a trabalhar para manter os resultados. Disse-lhe também que vamos fazer duas cópias nos fins-de-semana como forma de o treinar a fazer letra bonita.

Vamos ver como é que corre o resto do ano mas confesso que já não estou tão pessimista.

Deixo-vos um desenho do Leonardo que não pude deixar de registar. Achei tão fofo ele dar-se ao trabalho de nos fazer a todos.

2016-01-14 09.21.36.jpg