Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Só para rir nº3

- Mãe, porque é que a minha toca nova da piscina tem um buraco?

- Guilherme tens que perguntar ao teu pai porque foi ele que fez o buraco.

- Mas mãe como é que ele fez isso?

- Acho que foi a cortar a etiqueta, sem crer cortou um pouco da toca.

- Ai o meu pai! É verdade ó mãe porque é que deixas-te a luz do hall de entrada acesa.

- Acesa?

- Sim quando o pai abriu a porta a luz estava acesa.

- Guilherme vocês acenderam a luz e eu não reparei, pensei que estava claro do sol.

 - Oh mãe, tu não sabes que o sol nunca brilha assim tanto ao pé da porta. Devias ter reparado que era a luz. E já agora também deixas-te a luz da dispensa acesa.

 - Vai mas é molhar-te que já estás atrasado para a natação.

 

- Mãe! Este é o meu mês preferido. - diz o Leonardo

- Ai sim filho estão porque?

- Porque faço anos, porque é Natal, porque recebo muitos presentes. É mesmo o meu mês preferido. Ficas a saber que o Natal é o meu mês predilecto.

- Também Leonardo mas o mês é Dezembro.

 

Entramos em casa e o Leonardo grita:

- Mãe, alguém estrangulou os nossos bonecos! Olha mãe! - diz enquanto aponta.

2015-12-03 10.20.06.jpg

 - Não te preocupes mãe que eu vou salva-los. - Diz enquanto abre a gaveta e endireita os bonecos.

 - Agora já está prefeito.

2015-12-03 10.20.35.jpg

 

 

 

 

 

 

 

Novas fatalidades

 

2015-12-03 10.22.08.jpg

Hoje de manhã fui dar com uma parte de um dos sinos pendurados na árvore, o resto nem vê-lo. Estava também uma bola no chão. Quando a tento por de volta no lugar verifico que  já não tem cordel nem peça para colocar um novo cordel.

2015-12-03 10.22.49.jpg

Ainda não fez uma semana e já tivemos três fatalidade, com a minha presença. Não sei se já se deu mais alguma com o marido. Vamos mesmo ficar sem enfeites.

 

Afinal não sou só eu que preciso de férias

Ontem, como sabem, o dia não começou bem e posso dizer que não ficou melhor. Por volta das 18:45H ligaram-me da musica a dizer que o Guilherme não tinha aula, aparentemente o marido tinha deixado o menino e não tinha entrado pelo que não lhe deram o recado. Liguei imediatamente ao marido para voltar atrás a buscar o menino, ele reclamou, um pouco chateado, que só lhe faltava mais essa mas como estava com pressa não falámos sobre o que se passava. Eu, sai passei em casa a buscar o Guilherme e fomos para a piscina. Chegados à piscina descobri que me tinha esquecido de levar os chinelos, mandei-o de meias para desenrascar.

Há saída da piscina disse-lhe que fosse tomar banho de meias e ele teve alguns dez minutos a tentar dar-me a volta.

- Mas mãe, porque é que não posso ir descalço?

- Podes apanhar uma doença e por isso tens de ir de meias.

- Mas alguma vez te esqueces-te dos teus chinelos?

- Claro que sim e tomei banho de meias. Também já aconteceu ao pai.

- E não te gozaram?

- Claro que não Guilherme. Agora vai tomar banho!

Fiquei a pensar neste medo que ele tem de ser gozado. Não sai nada à mãezinha dele. Eu nunca me importei com nada disso, a verdade é que ninguém se atrevia a gozar comigo. Demorou mais do que o costume a tomar banho e assim que voltou, a primeira coisa que fez foi tirar as meias.

À noite estava na conversa com o marido e descobri que quando deixou o Guilherme na musica apercebeu-se que não tinha a mochila dele. Foi busca-los à escola, entraram todos no carro e deixaram a mochila no chão. Teve que voltar à escola à procura. Felizmente alguém a tinha entregue na escola. Depois foi para casa, estacionou o carro na garagem, tirou os miúdos e eu liguei a dizer que tinha que voltar atrás. Tornou a por os miúdos no carro e foi buscar o Guilherme.  Quando lá chegou não viu o menino. A funcionária não sabia dele e ficou em pânico. Procuraram-no por todo o lado, fartaram-se de chama-lo e eis que ele aparece não se sabe bem de onde como se não estivesse tudo em alvoroço à procura dele.

As boas noticias é que o dia hoje começou bem, pelo menos para mim