Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

TAG: Ouve esta música

 

A Vanessa nomeou-me para esta Tag e eu já estou super atrasada nas respostas.

 

Os passos são:

  1. indicar quem criou a tag
  2. indicar que te nomeou
  3. colocar a imagem de marca
  4. responder às seguintes perguntas
  5. Responder às perguntas de quem te nomeou
  6. Fazer duas perguntas

Vamos lá começar:

 

Responder às seguintes perguntas:

 

Qual é a música que descreve melhor o teu estado de espírito? Porquê?

Runaway. Porque só me apetece fugir já para um sitio longínquo com o meu marido e filhos.

 

Preferes pop ou rock?

Prefiro pop.

 

Que música te faz lembrar o amor?

Nothing Else Matters e When I was your men

 

Que música te faz dançar?

Neste momento as musicas dos caricas. Lá em casa todos dançamos o som das suas musicas.

 

 

Responder às perguntas de quem te nomeou

 

Qual a melhor musica para ouvir de manhã?

The lazy song  porque é sempre como me sito de manhã

 

Qual é a música que te acalma?

When the Stars Go Blue

 

 

Fazer duas perguntas

 

Qual é o teu grupo preferido?

Qual é a para ti a melhor musica de sempre.

 

Não vou nomear ninguém porque já todos devem ter respondido a este tag.

As fotos da escola

Ontem os mais velhos trouxeram, para casa, as fotos que tiraram na escola. Aparentemente nesta escola ainda se pratica a tradição de tirar fotos de Natal as crianças.

Cheguei a casa e eles já estavam de saída para a piscina com o pai. Perguntaram-me se eu já tinha visto as fotos, enquanto saiam porta fora e eu respondi que já as ia ver. Fiquei com os gémeos e resolvi ir espreitar as fotos. Abri os envelopes onde vinham as mesma e senti uma sensação indescritível. Só posso dizer que ainda bem que eles não estava para ver a minha reacção que não foi a mais alegre do mundo. Senti um orgulho tremendo mas ao mesmo tempo parecia que o chão me fugia de baixo dos pés. Senti um aperto imenso no peito e só me apeteceu chorar. Não as fotos não estavam más, pelo contrário estavam muito bem. O problema é que aqueles meninos que estavam nas fotos não são os meninos que eu vejo quando olho para eles. Não sei se me expliquei bem mas vou tentar exprimir-me melhor.

Dizem que, aos olhos dos pais os filhos são sempre pequenos e ontem tive a certeza que isso é verdade. Quando olhei para aquelas fotos vi os meus filhos tão crescidos e pensei quando é que aquilo tinha acontecido. Quando é que cresceram assim e como é que eu não dei conta. Quando olho para eles vejo os meus meninos. Sim sei que o Guilherme está quase do meu tamanho e já calça o mesmo que eu. Sim sei que o Leonardo deu um grande pulo e já perdeu aquele corpo de bebé. Eu sei tudo isto mas mesmo assim não os vejo como estavam nas fotos.

Tirei fotografia às fotos, bem sei que a qualidade não está grande coisa, só para que vejam o que eu vi.

2015-12-01 10.41.27.jpg

2015-12-01 10.40.48.jpg

O Leonardo vai a caminho dos seis anos mas quando olho para as fotos parece mais velho. Não sei se é por estar com uma expressão tão séria, coisa a que não estou habituada. Por norma está sempre a rir ou com uma expressão de gozo e talvez seja essa a principal diferença.

2015-12-01 10.42.34.jpg

2015-12-01 10.42.04.jpg

 As fotos do Guilherme quase que me deixaram em pânico. Quem é este miúdo? É de mim ou parece um adolescente? Ainda vai a caminho dos nove anos, ou melhor já vai a caminho dos nove anos. Olhei para a foto e não pode deixar de ficar gelada ao pensar que dentro de 3/4 anos será um adolescente. Que exagero! Podem muito de vos pensarem. Mas a verdade é que quem é mãe ou pai vai compreender o meu exagero. Desde que fui mãe os anos passam igual a um foguete, a prova disso é que este pirralho ainda ontem nasceu e já vai a caminho dos nove anos.

Fiquei a pensar se estou tão absorvida com os gémeos que nem vejo os meus filhos crescerem ou se, ver até vejo mas, no fundo, não quero ver. Pergunto-me se sou só eu que já tive uma situação destas ou será que há mais gente por ai? Esclareçam-me por favor porque motivo crescem tão depressa?