Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Que bela soneca

No domingo fui deitar-me um pouco depois de almoço porque me sentia de rastos. O marido ficou com os pequenos na sala. Acordei um pouco depois entranhando o marido ainda não me ter acordado. Tínhamos combinado ir ao parque com a criançada toda e já estava a fazer-se tarde. Cheguei à  sala e deparo-me com isto.

2015-11-16 10.56.18.jpg

Estava tudo a dormir. O Salvador na espreguiçadeira e o Santiago agarradinho ao pai.

Passado um pouco o Salvador acordou e não gostou muito de ver o irmão ao colo do pai. Tratou logo de se juntar à turma.

2015-11-16 10.57.01.jpg

 Estão a passar por uma fase de ciúmes que nem vos conto. É só pegarmos num que o outro vêm logo a correr porque também quer. Mas por ciúmes ou não esta foto fica para a história.

Numa maré de azares.

Pois começo a acreditar que estou em maré de azar. Na sexta-feira marcámos uma viagem a Paris, chego a casa e deparo-me com as noticias. Primeiro nem me apercebi porque estava desesperada por casa da bendita chave que caiu no fosso do elevador. Andei a ligar para os técnicos dos elevadores para ver se conseguíamos recuperar a chave. Fui informada que é possível recuperar e deram-me duas hipóteses. O técnico deslocava-se de propósito ao local com um custo, digamos que mais vale comprar uma chave nova. Ou esperar pela revisão mensal para receber as chaves sem qualquer custo. Claro que escolhi a segunda opção, até porque tenho uma segunda chave, então informaram-me que deveria ligar na segunda-feira para combinar.

Depois de falar com os técnicos apercebi-me que afinal aquilo em Paris era sério. Comecei logo a imaginar o marido a não querer ir. Se não tivesse dado sinal na sexta-feira acredito que já não iríamos. Mas agora já não há nada a fazer. Dizendo a verdade nem estou minimamente preocupada o que for para nós será, para além disso, casa roubada trancas à porta. Penso que a segurança vai ser tal em Paris durante os próximos tempos que até será a melhor altura para lá ir.

O sábado correu bem. Fomos passear com os miúdos e levamos os mais velhos ao Lego Fun Factory. Ficaram lá uma hora e adoraram. Ainda estavam a sair e já perguntavam quando é que voltavam outra vez.

2015-11-16 11.29.39.jpg

 Sim tudo parecia estar a correr bem mas... comecei a passar mal na noite de sábado para Domingo. Não dormi nada cheia de dores de estômago e de barriga. Apercebi-me, já de manha, que estava com uma paragem de digestão. Espero que não seja viral, porque senão vai correr a casa toda. Enquanto não saiu tudo cá para fora estive cheia de dores. Depois lá acalmou um pouco mas ainda hoje não estou a 100%. Ontem só consegui beber um chá e comer um pão. Hoje bebi meia chávena de chá e ainda não consegui comer mais nada.

Claro que ontem não tive disposição para  fazer quase nada. Fiz o almoço e sopa sentada numa cadeira, nem força nas pernas tinha. Paciência para o próximo fim-de-semana ponho tudo em dia.

Entretanto há pouco liguei para a firma dos elevadores para saber quando iriam fazer a revisão ao elevador. Fui informada que já foram este mês. Adivinhem quando? Na quinta-feira passada. Por tanto, vou ter de esperar um mês para recuperar a minha chave. Informaram-me também que estarei de estar presente para receber a chave. Tenho que ligar no inicio do mês que vêm para combinar com eles. Só espero que dê para irem quando estou de férias porque senão vou ter que faltar ao trabalho. Digam lá que não ando numa maré de azar?