Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quatro Reizinhos

Uma mãe obsessiva, um pai muito stressado e 4 filhotes. O mais velho hiperativo, o segundo com um feitio muito particular e dois bebes gemeos. Tanta cabeça debaixo do mesmo tecto não pode dar coisa boa.

Porquê a mim?

Estou desesperada. Acabei de chegar a casa. Parei o carro na garagem, os gémeos fugiram como de costume. Eu apanhei um e deixei-o ao pé do elevador, fui buscar o outro, quando chego já o primeiro vai a fugir. Consigo chamar o elevador, estou à luta para os colocar dentro do elevador e o telemóvel começa a tocar. Vou atender ( sim cunhada, se estas a ler isto a culpa é tua), deixo cair a chave do carro e esta passa direitinha pela ranhura da porta para o poço do elevador. Como é que eu vou contar ao marido? Será que é recuperável? Pensamento positivo podia ter sido a de casa e ficava na rua.... Por que é que tudo me acontece? Agora vou me embora chorar.

20151113_204834.jpg

Preparativos para o Natal

Por aqui já andamos a preparar tudo para o Natal. No fim-de-semana peguei nos mais velhos e demos uma escolha na quela tralha que tinham no quarto. Seleccionamos os brinquedos com que já não brincam e escolhemos os que ainda estavam bons para doar. Os que estavam partidos ou com faltas de peças foram imediatamente para o lixo. Conseguir encher um saco de 30 litro de coisas para o lixo e outro com brinquedos para doar, verdade seja dita, este até levava brinquedos de fora. Ficaram com o quarto muito mais arrumado e limpo. Claro que daqui por pouco mais de um mês vai ficar novamente a abarrotar.

Aproveitei também o fim-de-semana e as promoções e comprei os brinquedos todos. Portanto a criançada que vai receber brinquedos já está despachada incluindo a prenda de aniversário do Leonardo. Entretanto já encomendei também todos os miminhos à minha amiga Sandrine que faz uma coisas lindas. Passem por lá para espreitar.

Ainda nos falta comprar algumas roupinhas para as sobrinha e para os gémeos. Comprar prenda para marido. Já se o que vou comprar mas não posso dizer, ele por vezes passa por aqui a espreitar . E finalmente falta montar a arvore. Este ano cabe-me a mim porque o marido recusa-se a tratar dela por causa dos gémeos. Assim sendo irei eu monta-la mas vou esperar até Dezembro. Quanto menos tempo estiver montada menos hipóteses de acidentes.

Resumindo está tudo encaminhado e ainda vamos a meio de Novembro.

 

TAG: Sweater Weather

 

Desta vez o desafio vez da parte da Vanessa.  Vamos lá contar mais um bocadinho sobre nós.

01. Fragrância de velas preferida?

Adoro velas com cheiro a baunilha. Nesta altura também gosto das que têm canela porque se enquadram na quadra natalícia.

 

02. Café, chá ou chocolate quente?

Chocolate quente, não fosse eu tão gulosa.

 

03. Muda a rotina de maquilhagem consoante a época quente?

Qual maquilhagem? Com tanta criança acham que eu tenho tempo para me maquilhar. Bem a verdade é raramente me maquilhava antes de ser mãe por isso não vale a pena deitar as culpas às crianças.

 

04. Chapéus ou lenços?

Nenhum.

 

05. Camisola que mais uso?

Não tenho nenhuma em particular. Gosto delas quentinhas e fofinhas.

 

06. A cor de verniz que mais uso?

Gosto de tons escuros. Cor-de-vinho, castanhos, roxos.

 

07. Jogos de futebol ou folhas secas?

Folhas secas.

 

08. Calças justas ou leggings?

Leggings. Até à dois anos odiava Leggings agora adoro-as. Realmente como mudamos tanto.

 

09. Botas ou UGG?

Botas! Já mencionei que adoro botas. Tenho bastantes mas fico sempre tentada a comprar mais.

 

10. Qual a tua coisa preferida no Outono?

Gosto de sentir o cheirinho das lareiras.  Adoro o cheiro das castanhas assadas. Amo deitar no sofá embrulhada numa manta.

 

11. Música que te põe no mood de Outono?

Qualquer uma, não sou esquisita.

 

12. Como é o Outono onde vives?

Acho que o Outono é igual em todo o lado. Se bem que por aqui não há muitas folhas no chão. Temos muitos nevoeiros que por vezes duram o dia todo.

 

Vamos lá às vitimas:

pequenosencantos, maedecoracao , omeumaiorsonho

Obrigado também se usa

Neste treze anos que conduzo tenho-me apercebido de um decréscimo de agradecimento e neste momento acho que está praticamente extinto. No inicio de ter a carta se por acaso abranda-se ou para-se para facilitar a passagem a alguém receberia um aceno ou uns quatro piscas de agradecimento. Agora uma pessoa para, dá passagem, o carro avança e segue sem qualquer agradecimento. Eu fico danada com a falta de educação das pessoas, só me apetece gritar:

-Obrigado sim.

Mas há outros ainda pior. Aqueles que atravessam o carro mesmo à nossa frente e nos obrigam a parar, mesmo tendo nós prioridade. Aproveitam a nossa paragem para avançar claro que sem no mínimo agradecer. Até parece que é nossa obrigação parar para os senhores doutores passarem.

Existem ainda aqueles que fazem asneira, do género entrarem de repente numa rotunda embora nós estejamos a circular nela. Depois ainda disfarçam como se não fosse nada com eles. E se reclamamos ainda nos fazem um gesto obsceno.

Agora pergunto eu, o que aconteceu ao obrigado?

As pessoas tem que compreender que um comportamento gera uma reacção. A falta de agradecimento faz com que as pessoas deixem de ter vontade de facilitar a passagem. E parece-me, que isso começa a acontecer cada vez mais. As pessoas andam stressadas e isso reflecte-se no que vemos na estrada. Faltas de civismo e respeito quer para com os automobilistas quer para com os peões. Ao ritmo que estes comportamentos avançam nem quero pensar como será conduzir daqui por mais uns anos.